Vigilância fecha ciclo e chega a 100% dos imóveis vistoriados em São Marcos

0
573
Equipes de vigilância intensificam ações de combate. Foto: Vigilância

Cidade segue na condição de enfestada pelo mosquito da dengue. Conforme Vigilância, no mês de junho, agentes totalizam vistorias em 100% dos imóveis no período de 4 meses

Conforme Daiane Alves, coordenadora do Programa Municipal de Vigilância e Controle do Aedes, no final do último mês foi feito fechamento dos relatórios que mostra que, no momento, o número de focos caiu, sendo registrado apenas 1 caso, em que o foco foi encontrado no bairro Francisco Doncatto no dia 3 de junho.

“Também concluímos o Lira (Levantamento de Índice de Infestação Rápido), ação que consiste em fazer um diagnóstico, medir o tamanho da infestação de forma rápida, então durante 2 ou 3 semanas, agentes de endemias e agentes comunitárias se juntam para realizar visitas em quadras aleatórias nos bairros. Esse sorteio de quadras é realizado por meio de um programa de computador específico para o Lira”, explica a coordenadora do programa.

Daiane explica que esse levantamento 4 vezes ao ano e o próximo será em setembro.

Desde que foi considerada infestada pelo Aedes, em fevereiro deste ano, São Marcos acumula 36 focos do mosquito. Conforme a Vigilância, o índice de infestação no município está abaixo do considerado estado de alerta, que é de 1% de infestação, sendo eliminados todos os focos, a cidade está com 0,4%, segundo o último relatório, realizado em maio/junho.

A coordenadora explica que será preciso ficar até o dia 03/06/2020 sem registros de focos do Aedes. “Toda vez que encontramos um novo foco, zera o tempo, precisamos ficar sem 12 meses consecutivos sem presença do mosquito, bem difícil, somente se não houverem mais criadouros”, destaca Daiane.

Município vai receber 10 mil do estado para investir em ações

Após entrar para a lista de municípios infestados pelo mosquito Aedes aegypti neste ano, seis cidades da Serra vão receber cerca de R$ 90 mil para combater o inseto que transmite a dengue, o zika vírus e a febre chikungunya. Na região, a cidade que mais receberá recursos é Vacaria. Canela, Gramado, São Marcos, Montauri e Vila Flores também terão acesso a verbas.

Conforme a Secretaria de Saúde do Estado, no total serão R$ 324 mil repassados a 41 municípios. Todos entraram na condição de infestados entre janeiro e maio. Ainda segundo a secretaria, outros 320 municípios que estavam nesta situação anteriormente já tinham recebido R$ 4,5 milhões para estas ações.

O cálculo dos repasses correspondentes a cada município foi definido para ter um valor mínimo de R$ 4 mil e R$ 0,49 por habitante.

Relação dos municípios da Serra e valores destinados:
– Vacaria: R$ 32.044,53
– Canela: R$ 21.100,38
– Gramado: R$ 17.173,03
– São Marcos: R$ 10.468,36
– Montauri: R$ 4.000,00
– Vila Flores: R$ 4.000,00 



LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here