Vigilância Ambiental encontra dois focos do mosquito da dengue

0
1084
Imagem ilustrativa

As larvas do Aedes Aegypti foram encontradas nos Bairros Industrial e Francisco Doncatto

A Secretaria Municipal de Saúde encontrou dois focos do mosquito da dengue durante ações de prevenção feitas por meio do Programa Municipal de Vigilância e Controle do Aedes (PMVCA).

O primeiro foco, com seis larvas, foi localizado no Bairro Industrial e após a confirmação da análise de que se tratava realmente do mosquito Aedes Aegypti, foi realizada, nos últimos dias 13 e 14, uma vistoria em 100% dos imóveis que se encontram em um raio de 300m do local em que o foco foi encontrado. Isso cumprindo determinação do Programa Nacional de Combate ao Aedes, do Ministério da Saúde.

Já o resultado da análise do segundo foco, encontrado no Bairro Francisco Doncatto, retornou dia 14 e também foi positivo para a existência das larvas do mosquito Aedes. As ações em um raio de 300m do local do foco iniciarão nesta segunda-feira, dia 18.

De acordo com a Coordenadora da Vigilância Ambiental em São Marcos, Daiane Alves, nessas vistorias feitas nos imóveis, foram encontrados mais 20 criadouros do mosquito, os quais foram coletados e enviados para análise. “Estamos esperando o resultado da análise dessas larvas e caso algum desses seja positivo, indicando outros focos do mosquito, aí o município será considerado infectado.  Pedimos e precisamos da ajuda da comunidade”, alerta Daiane.

Segundo ela, 30% dos municípios abrangidos pela 5ª Coordenadoria de Saúde, já são considerados infetados e, de acordo com o último Boletim Epidemiológico emitido pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde, em todo estado do Rio Grande do Sul, são 320 municípios considerados infetados pelo mosquito da Dengue. No dia 19, terça-feira, a Vigilância Ambiental receberá o Coordenador das Ações de Campo da 5ª Coordenadoria de Saúde, Élvio Silveira, para apoio técnico.

Daiane explicou que na cidade são realizadas várias ações de prevenção, uma delas é a vistoria quinzenal de 20 pontos estratégicos, locais de alta vulnerabilidade como, por exemplo, o ferro velho, cemitérios e borracharias, visando assim a eliminação de possíveis criadouros para o mosquito e/ou tratamento desses pontos com larvicida.

Outra ação citada é a vistoria semanal de todas as 37 armadilhas para o Mosquito, posicionadas estrategicamente pela Vigilância Ambiental, com o objetivo de verificar se há a presença do mosquito transmissor da Dengue no município. “Foi nessa ação de vistoria, durante o mês de fevereiro, que foram encontrados os dois focos do mosquito da Dengue”, detalhou a coordenadora.

Daiane afirma ainda que todos os agentes que farão as vistorias em residências estarão devidamente identificadas com crachás, coletes e carro oficial da Prefeitura Municipal de São Marcos. “É muito importante que a população acolha esses profissionais e auxiliem na eliminação dos criadouros do mosquito. Essa é a única forma de controlar a infestação do mosquito Aedes aegypti.”, reforça.

A Secretária de Saúde, Maristela Lunedo, ressalta a importância do PMVCA. “Graças as ações preventivas do Programa foi possível detectarmos a larva do mosquito para que consigamos começar a agir cedo, antes de alguma ocorrência de Dengue no município”, enfatizou.

Fonte: Ascom Prefeitura de São Marcos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here