Venezuela: não julgue antes de conhecer! O país é belo, rico em belezas naturais

0
722

A República Bolivariana da Venezuela, mais conhecida como Venezuela, um país que vive uma complexa crise política, econômica e social, tem sua economia centralizada na produção e exploração de petróleo e enfrenta um grave declínio econômico nos últimos anos. Caracas, a capital do país, mantém seu título anual de cidade mais perigosa do mundo. Esses aspectos confirmam o cenário de tensão que vive o país nos últimos meses, fazendo com que seus habitantes sofram com a falta de abastecimento de produtos, a fome, a criminalidade e a miséria, recorrendo refúgio e asilo a países vizinhos.

Muitos dizem que não é o melhor momento para viajar a Venezuela. Outros acreditam que o estímulo ao turismo poderia ser uma saída saudável para o país, uma vez que a atividade turística no país é de baixo custo, custo esse todo aplicado na moeda bolívar venezuelana.

Note: câmbio dia 27.02.2019

  • 1 dólar = 3,72 reais
  • 1 dólar = 3.294,2 bolívar
  • 1 bolívar = 0,0011 reais

Valor da cesta básica venezuelana = 133 reais (com esse valor é possível comprar 1 kg de carne bovina na Venezuela)

Mas o que devo destacar da Venezuela depois de todo o cenário apresentado? Não julgue antes de conhecer! O país é belo, rico em belezas naturais, mas como sabemos mal administrado.

A Venezuela faz divisa com a Colômbia, Brasil e Guiana e é banhada pelo tão desejado Mar do Caribe. No outro extremo do país encontramos a Cordilheira dos Andes. Com tantas belezas naturais o país possui grande potencial turístico a ser explorado, veja:

Arquipélago Los Roques

 

Los Roques é um arquipélago cheio de ilhas e ilhotas, aproximadamente 350, localizado no Mar do Caribe. Protegida por barreiras de corais é uma região de areias brancas e finas, águas translúcidas com visibilidade entre 10 e 30

metros. Quem visita o arquipélago tem como opções de tour, os passeios de barco, práticas de esportes aquáticos como mergulho com snorkel e cilindro, esportes como kite surf, ou apenas fica tomando sol na praia.

Andes venezuelanos

Se por um lado, a Venezuela é tudo o que o Caribe tem de melhor para oferecer, por outro ela também tem o melhor da Cordilheira dos Andes: picos com até 4 mil metros de altitude, vales, lagoas e até neve. A primeira cidade desse caminho dos Andes é Trujillo ou Nuestra Señora de la Paz de Trujillo. É uma cidade antiga, cheia de história e que possui um dos monumentos mais altos da América do Sul, a estátua da Virgem da Paz, protetora da cidade. Outra cidade linda no estado é Jajó, com pequenas ruas de pedra e casinhas de paredes brancas. Mas, a cidade não é formada apenas por montanhas, ela abriga a Universidade de Los Andes e, por isso, é sempre cheia de estudantes, além de um teleférico que vai até o Pico do Espelho, que fica a 4,6 mil metros de altitude, sendo o mais alto do mundo.

Ilha (isla) Margarita

A Ilha Margarida tem mais de 50 praias e duas penínsulas ligadas pela areia e os mangais do Parque Nacional Laguna de la Restinga, é um dos destinos de férias preferidos dos venezuelanos. Na ilha são praticados esportes aquáticos como windsurf, surf, vela, além de pescaria.

Parque Nacional Canaima

Além de místico, o lugar dos índios possui gigantes cachoeiras e montanhas em forma de mesa. Essa reserva tem mais de 30 mil km², considerada o sexto maior parque do mundo e declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. A maior parte do parque é formada por rochas, mas há também várias corredeiras e quedas d´água. É lá no parque que está o Salto Ángel, o maior salto do mundo com 979 metros de altura.

Monte Roraima

 

As falésias do Monte Roraima mais famosas ficam na Venezuela, bem na divisa com Brasil e Guiana. Mas, 85% do território é Venezuelano. Trata-se de uma chapada gigantesca, quase sempre encoberta por nuvens, já que fica lá no alto. São 2739 metros de altitude.

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui