The Mandalorian

0
3629

Série estreia em 2020, mas internet já entregou bastante da obra

Os lançamentos no streaming e no cinema estão extremamente fracos. Parece que a indústria audiovisual está esperando a chegada de “Star Wars – Ascensão Skywalker”, último capítulo da saga galáctica, que estreia hoje. Só depois começarão os lançamentos de fim de ano. Nesta calmaria, para não ficar mais tempo sem entregar resenhas, pretendo fazer algo diferente. Vou escrever um texto tendo como base as críticas que li sobre outro derivado da força. Trata-se da série “The Mandaloriam”. Este é o primeiro programa de Star Wars, do canal de streaming da Disney. O portal ainda não estreou no Brasil, portanto ninguém teve acesso ao produto em terras tupiniquins. No entanto, já saiu tanto material sobre esta aventura na Internet que é possível falar bastante sobre o que versará o programa. Aqui vamos falar tudo que sabemos dos Mandalorianos, da sua primeira aparição cinema até a série vindoura. Pelo que temos lido, parece que as histórias deste personagem realmente serão muito boas.

O Mandaloriano de Natal

O primeiro Mandaloriano de Star Wars surgiu na década de 1970, época do lançamento da trilogia clássica da saga. Em um detestável especial de Natal de Star Wars, de 1978, aparece pela primeira vez um caçador de recompensas Mandaloriano, tentando capturar Chewbacca e Hans Solo. O especial foi logo esquecido, mas o caçador sobreviveu. Ele retorna no segundo episódio da saga, “O Império Contra-Ataca”, de 1980. Neste filme os heróis Leia Organa, Hans Solo e Chewbaca, são traídos por um antigo aliado, Lando Carlissian, que governa uma cidade nas nuvens, de um dos tantos planetas visitados pelos rebeldes.

Mercenário nas Nuvens

Para que o império Intergaláctico deixe sua cidade em paz, Lando entrega seus amigos para Darth Vader, o grande vilão da série. Este repassa Hans Solo para o mercenário Boba Fett, aquele caçador do natal, e sua trupe de vilões. Boba congela Hans Solo em carbonite e o leva como estátua para ser entregue para um mafioso das galáxias, o repugnante Jabba. Embora tenha muito pouco tempo de tela, o mercenário, que possuía o rosto sempre escondido em um capacete, caiu no gosto dos fãs. Logo ele foi tema de fan-fics e participou do universo ampliado de Star Wars, em outras mídias. Adoradores de Star-Wars criavam histórias com Boba Fett, sem saber quase nada de seu passado.

Morte Boba

No capítulo final da primeira trilogia de Star Wars, “O Retorno de Jedi”, de1983, Boba Fett , aparece nas primeiras cenas do filme. Ele é convidado de honra no covil de Jabba, onde o corpo de Hans Solo é exposto como uma obra de arte para decoração. Logo, Boba acaba tendo de enfrentar os rebeldes liderados por Luke Skywalker, que invadem a fortaleza do Hut para resgatar Hans Solo. Nesta batalha, por mais imponente que fosse a imagem de Fett, ele acaba morrendo ao tropeçar em Hans Solo e cair na boca de uma criatura do deserto. Todas as Fan-fics virtuosas acabaram finalizadas num arroto fúnebre do monstro gigante.

Tal Pai, tal Filho

Os Mandalorianos voltam a aparecer na segunda trilogia de Star Wars, em ”O Episódio II – O Ataque dos Clones”, que acontece trinta anos antes dos fatos já relatados. Neste capitulo descobrimos que Boba Fett na verdade é um clone de seu pai, Jango Fett. Do DNA dele foi clonado um verdadeiro exército que serve como base para o império intergaláctico enfrentar os Cavaleiros Jedi. Descobrimos que Boba assistiu a morte de seu pai nas mãos de um Jedi e por isto se tornou aliado de Darth Vader e do Imperador Palpatine durante sua ascensão ao poder. Embora os fãs não tenham curtido ver Boba Fett criança e sua ligação com o exército de clones, este capítulo adiciona um pouco mais de conteúdo a história dos Mandalorianos.

Finalmente “The Mandalorian”

Como vocês podem ver as histórias dos Mandalorianos é extremamente aberta, dando a possibilidade de qualquer tipo de ideia imaginativa sobre eles. Percebendo esta popularidade a Disney escolheu esta raça de mercenários para serem os protagonistas da primeira série de Star Wars, em seu serviço de Streaming. “The Mandalorian” se passa logo após a queda do Império em o “Retorno de Jedi” e antes da trilogia que está atualmente nos cinemas. Na série é apresentado um novo Mandaloriano (não é nem Jango, nem Boba). O protagonista é chamado de Mando e deve ser apenas um dos mercenários a ser apresentado. Conforme as críticas que temos lido, de quem já viu a série, este vive em um ambiente hostil parecido com o faroeste dos filmes antigos, só que no espaço.

Cadê o Bebê

Na trama, após efetuar uma captura, Mando busca um novo serviço em uma taberna, como a que Luke e Solo se conhecem em “Uma Nova Esperança”, de 1977. Seu contratante o informa que o alvo mais vantajoso a ser capturado é alguém de cinquenta anos. Mando aceita o trabalho e parte para um planeta desértico, cheio de outros mercenários, em busca do mesmo fugitivo. No entanto, ao alcançar seu objetivo, o caçador descobre que ele na verdade não é um homem, alienígena ou monstro, mas sim (((ALERTA DE SPOILER))) um bebê da mesma raça do mestre Yoda. Agora o mercenário tem que decidir se entrega a criaturinha a seu contratante ou foge com ela. Se é difícil abandonar um bebê comum, um bebê Yoda é quase impossível.

Na beira da Galáxia

Quem já viu a série salienta que ela é bem próxima da trilogia original de Star-Wars. O programa possui vários easter-eggs, como não poderia deixar de ser, e leva a história para o submundo da luta entre os mestres Jedi, da luz, e os lordes Sith, da escuridão. A atmosfera lembra os derivados Rogue One e Solo, que traziam a luta entre mercenários, bandidos e as piores espécies que vivem no submundo da galáxia.

Há muito tempo no futuro…

Parece que a história é boa. Mas ela tem um grande problema. Você só poderá assisti-la a partir de agosto de 2020. Sim, pois o serviço de Streaming da Disney só estará aberto no Brasil a partir desta data. Por isto todas as informações do programa que temos são oriundas de sites e programas da web. Se o estúdio não revisar sua estratégia, antecipando o lançamento na nossa aldeia, ou apresentando a série de outra forma, os brasileiros terão acesso a ela apenas no segundo semestre do ano que vem.

Nos resta o fim

Menos mal que hoje estreia o último capítulo da terceira trilogia da série: “Star Wars – Ascensão Skywalker”. Enquanto não podemos assistir “The Mandalorian”, temos como acompanhar mais um final da saga Jedi nos cinemas. Vamos torcer para tudo acabar bem, enquanto esperamos a chegada do novo mercenário. Só nos cabe desejar que a força, e a paciência, esteja com você, durante todo o próximo ano, até agosto de 2020.

Referências
Mando – Pedro Pascal – Mulher Maravilha 1984, 2020
Boba Fett – Jeremy Bulloch,  Summer Holiday, 1963
Boba Fett (criança) – Daniel Logan, Sharknado ‑ Corra para o Quarto, 2016
Jango Fett – Temuera Morrison, Aquaman, 2018
Luke Skywalker – Mark Hamill, Brinquedo Assassino, 2019
Hans Solo – Harrison Ford Blade Runner 2049, 2017
Leia Organa – Carrie Fisher, Pacto Secreto, 2009                             
Chewbacca – Peter Mayhew, O Ente Diabólico, 1978
Lando Calrissian – Billy Dee Williams, Mahogany, 1975
Yoda – Frank Oz, Entre Facas e Segredos, 2019
Darth Vader – James Earl Jones, O Rei Leão, 2019
Jabba The Hutt- Larry Ward, Hombre, 1967
Imperador Palpatine – Ian McDiarmid, Z: A Cidade Perdida, 2016

Webibliografia
observatoriodocinema.bol.uol.com.br/criticas/criticas-de-series/2019/11/the-mandalorian-critica-1a-temporada-episodio-1
omelete.com.br/star-wars/star-wars-the-mandalorian-primeiras-impressoes
adorocinema.com/series/serie-22963/
jornadageek.com.br/novidades/the-mandalorian-linha-temporal/
cineclick.com.br/noticias/critica-serie-the-mandalorian-star-wars-impressiona-e-capta-espirito

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here