Silvaninha agora é do MDB que fica com 6 cadeiras no Legislativo são-marquense

0
1023
Depois de Vini Pedroso, que migrou do PSB, o presidente Bruno Fachini confirma vinda de Silvana Nunes, que troca oposição pelo MDB. Foto: São Marcos Online

Vereadora retorna ao partido onde iniciou na política e ingressa na base aliada do prefeito Kuwer em apoio a ‘projeto de desenvolvimento para São Marcos’

“O que importa é São Marcos e não os partidos”. Com essa frase a vereadora Silvana Nunes resume sua opção de ingressar no MDB, partido onde iniciou na política. “Sempre fui do MDB, desde o tempo em que o (ex-prefeito) Quissini construiu o bairro São José”, recorda, destacando que havia ingressado no PP durante os quatro anos (2013 a 2016) em que trabalhou na Secretaria Municipal de Saúde.

Eleita vereadora em 2016, Silvana decidiu no último dia 3 de abril aceitar o convite feito pelo presidente Bruno Fachini para se filiar ao MDB. “Uma das pessoas que me convidaram foi a Maristela Lunedo, com que trabalhei na Secretaria de Saúde e de quem sou amiga há muito tempo”, revela.

Silvana diz que um dos motivos de voltar ao MDB é apoiar o projeto de desenvolvimento para São Marcos implantado pela gestão do prefeito Kuwer. “Estou gostando muito do trabalho do prefeito e de sua equipe e acredito que posso colaborar com o município . Retorno ao MDB para ter mais espaço e maior valorização, pois é um partido mais aberto e com quem me identifico mais”, pondera a vereadora.

O bom filho a casa torna: ‘Precisamos de mais gente competente’

Silvaninha assina ficha no MDB, que fica com 6 vereadores. Foto: São Marcos Online

Foi através de um ato ousado e surpreendente que o presidente Bruno Fachini conseguiu trazer Silvaninha para o MDB. “Precisamos de mais gente competente e que já mostrou serviço. A Silvaninha vem realizando um excelente trabalho na Câmara, sempre pensando no bem de São Marcos”, avalia.

Bruno lembra que a filiação de Silvana Nunes aconteceu um dia após o partido acertar o ingresso de Vinicius Pedroso, que havia sido eleito vereador pelo PSB. Com os dois reforços o MDB fica com seis vereadores na Câmara (dois terços das vagas). É a maior bancada de sua história. Com isso, assim que o Legislativo retomar seus trabalhos após o recesso pelo Coronavírus, o prefeito Kuwer contará com mais dois vereadores em sua base aliada.

“Tanto o Vini como a Silvaninha eram do MDB e tinham saído. O que estamos fazendo é simplesmente resgatar as origens do partido, que está crescendo junto com São Marcos. Eles estão voltando às suas raízes na política. Porque, como afirma o ditado, ‘o bom filho a casa torna’”, cita o presidente do MDB São Marcos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here