São-marquense de 14 anos vai jogar no Athlético Paranaense

0
4016
Pedro falou com a reportagem do SMO nesta segunda (2), antes de embarcar para a capital, de onde parte esta manhã. Foto: arquivo pessoal

Pedro Henrique Girardini viaja esta manhã para Curitiba. Atleta saiu de projetos locais para o Juventude e agora irá brilhar fora do Estado

O esporte são-marquense pode se considerar um celeiro de bons atletas, seja qual for a modalidade, são frequentes as conquistas e as revelações. Apesar dos altos e baixos do esporte amador, seja pela falta de ética ou de incentivo, também episódios evidentes aos olhos de quem acompanha o cenário local, São Marcos também rende bons frutos.

Mais um exemplo é o jovem jogador de futebol de campo Pedro Henrique Girardini, que desponta como aposta entre os grandes clubes do Brasil.

Nesta manhã o meia atacante de 14 anos viaja para Curitiba, capital paranaense e sede do Athlético, popular Furacão. Há cerca de 5 anos ele saiu de São Marcos e foi jogar no Juventude, de Caxias do Sul, acabou se destacando e recentemente em torneio realizado em Alegrete, durante confronto contra o clube do Paraná, despertou interesse de olheiros do clube.

“Tenha Fé e seja Forte”

Do Juventude para o Atlético Paranaense. Foto/divulgação

O garoto, que é estudante do 7º ano do Escola Estadual Maranhão, conversou com a reportagem do São Marcos Online na tarde desta segunda (2). “Estou bastante feliz em entrar para um clube grande, de Serie A e vou lutar muito e não vou desistir”, disse o pequeno prodígio, destacando uma frase do ídolo Arthur, brasileiro que hoje defende o Barcelona: “Tenha Fé e seja Forte”, repetiu Pedro.

Na última semana, Pedro e o colega do Juventude, João Vitor Martins, da cidade de Campo Bom, foram visitar o CT do CAP. Os dois foram contratados para representar o Athlético na categoria sub 14.

“Sou gremista de coração, mas hoje sou Furacão”

Pedro Henrique e João Vitor embarcam para o Paraná. Foto/arquivo pessoal

Questionado sobre seu time de coração o jovem respondeu à reportagem: “sou gremista de coração, mas hoje sou Furacão”, se referido ao novo clube em que irá atuar.

O garoto está ansioso para chegar e estrear, ele diz que teve a oportunidade de conhecer os atletas profissionais da equipe principal, mas ainda não conheceu os novos colegas de clube.

Pedro fez agradecimentos a todos que o apoiaram durante esse tempo, aos familiares, amigos e aos professores do Projeto Crescimento e da antiga Liga local, que mantinha projeto que hoje é mantido pela prefeitura, ambos frequentados pelo garoto.

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui