São Marcos registra primeiro homicídio do ano com a morte de Buiú

1
8405
A foto é de arquivo da polícia divulgada em ação no ano de 2014. Buiú possuía vários antecedentes, mas nenhum por homicídio, conforme delegado

Marcos Rogério Oliveira da Silva, de 36 anos, morreu esta tarde no hospital, após ter levado dois tiros na cabeça na tarde de ontem

Conhecido da comunidade são-marquense e das autoridades policiais e com várias passagens pelo sistema prisional por diversos delitos, principalmente por furtos, Buiú morreu no início da tarde deste sábado (21) no Hospital Pompéia, em Caxias do Sul.

Ele foi transferido do Hospital São João Bosco, em São Marcos, após ter dado entrada por volta das 17h de ontem com dois disparos de arma de fogo na região da cabeça. Ele foi alvejado em frente à residência próxima ao Monte Calvário, centro da cidade e socorrido pelo Samu.

Logo após o fato a Brigada Militar prendeu dois elementos em flagrante, na Rua Cônego João Marchesi, não muito distante do local do crime. Ao serem avistados pela BM, um deles dispensou um revólver calibre 32, que foi recuperado pelos policias com três munições intactas.

Com 20 e 25 anos, os autores foram detidos e levados à Delegacia de Pronto Atendimento de Caxias do Sul (DPPA) para registro do flagrante, após encaminhados ao presídio.

Conforme o delegado de Polícia Civil de São Marcos, Edinei Albarello, Buiú possuía vários antecedentes criminais, mas nenhum por homicídio. Desde que saiu da prisão pela última vez, em meados de 2019, ele já havia sido alvo de tentativa de assassinato pelo menos por três vezes. O velório tem espaço na capela da comunidade Menino Jesus de Praga e o sepultamento será às 10h deste domingo no cemitério São Judas Tadeu.

Em julho de 2018 o filho de Marcos Rogério, Dierriesson Ribeiro Oliveira da Silva, então com 15 anos, foi encontrado morto por populares no bairro Polo, também vítima de disparos de arma de fogo. Na época Buiú estava preso.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here