São Marcos perde um dos seus maiores empreendedores

0
2128
Foto: Rogério Formighieri

Aos 82 anos, Raul Zeferino Boff faleceu por volta das 17h deste domingo, dia 27 de maio em São Marcos. Ele estava internado há cerca de 20 dias no Hospital São João Bosco e há tempos recebi cuidados devidos a idade avançada. Visionário, empreendedor do ramo automotivo, foi pioneiro no ramo de cabines duplas.

O corpo do empresário está sendo velado na Sala A das Capelas São José de São. Às 15h30 será realizada missa de corpo presente e após será realizada cerimônia de despedida no Memorial Crematório São José de Caxias do Sul, ás 17h30. As causas da morte estão relacionadas à falência múltipla de órgãos.

Na manhã desta segunda-feira o prefeito de São Marcos, Evandro Kuwer, decretou luto oficial de três dias em homenagem ao empresário. Neste período as bandeiras em todas as repartições públicas do Município deverão ficar em meio mastro.

Na foto, registrada no ano passado, Raul exibe o Troféu Marca de Excelência (honraria dedicada pela CIC São Marcos à empresas com mais de 50 anos de atuação no município), ao lado da família.

Conheça um pouco da trajetória do empresário

Em 1960, em São Marcos, então com aproximadamente 1.600 habitantes, surgia um produto que iria revolucionar o uso dos utilitários fora-de-série. Com uma pequena oficina no fundo do seu quintal, Raul Zeferino Boff, nem sequer sonhava que o alongamento de uma cabine dupla para uso próprio, despertaria tanto interesse na pequena cidade. Sua camionete FORD F-100 adquiriu fama em todo o Estado do Rio Grande do Sul, sendo popularmente conhecida como “O CABINÃO DE SÃO MARCOS”.

Em cada viagem que faziam a curiosidade era total. Todos queriam conhecer este novo produto. Era a afirmação da 1ª Cabine Dupla do Brasil.

Com o sucesso de sua camionete e a insistência de amigos para que alongasse seus veículos, seu “Raul” montou uma pequena indústria em 31/01/1967. Sem nem mesmo sonhar, estava dando início a uma indústria que floresceria em todo o país. Aos poucos a pequena fábrica foi solidificando o nome em todo o mercado nacional. Daí em diante a empresa diversificou sua linha de produtos, introduzindo a primeira cabine dupla do caminhão Scania e do Mercedes no país. Os produtos ARB adquiriram fama nacional, sendo solicitada para executar alongamentos de cabines de caminhões para diversos órgãos estaduais do Paraná e de Santa Catarina.

Na década de 1970, quando surgiu o Scania que o pessoal conhecia como cara chata (sem o bico dianteiro), foi lançada a cabine para o caminhão Scania cara chata, fabricada totalmente pela a ARB. Nesta década também foram lançados diversos produtos para caminhões como o tanque de combustível para 300 e 400 litros, caixas de baterias com tampa cromada, para-lamas, filtros entre outras peças. Estes produtos eram vendidos para as concessionárias Scania e Mercedes de todo o Brasil.

Na década de 1980, com o lançamento no ano de 1979 das pick ups FORD F-1000 a diesel, começou a fazer a cabine dupla para este veículo. A procura foi enorme e entre 1982 até o ano de 2005, a produção de cabines dupla para pick ups chegava a ser 50 por mês. Eram vendidas para todo o Brasil.

Em 1996 a ARB também começou a fabricar cabines para retroescavadeiras, caminhões fora de estrada e cabines para guindastes. Neste ano também começou a fabricar a cabine suplementar, que hoje é seu produto principal. Esta cabine é utilizada pelas empresas prestadoras de serviços para levar passageiros nas obras.

Este é um resumo de uma história de décadas dedicadas ao empreendedorismo e ao desenvolvimento econômico de uma cidade. Carimbo de um empresário que, assim como muito são-marquenses deixaram legado de pioneirismo e perseverança. A biografia foi apresentada pela família Boff no ato de entrega do Troféu Marca de Excelência no ano passado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here