São Marcos é destaque na mídia nacional

0
1437
Foto: Upper View

Em tempo de paralisação dos caminhoneiros revista Veja fez reportagem especial sobre a Capital Gaúcha dos Caminhoneiros e a movimentação na cidade que registra um caminhão a cada 13 habitantes. Manifestação segue no município e não há previsão de acabar.

Há 9 dias paralisados nas principais rodovias do País, caminhoneiros reivindicam melhores condições de trabalho e baixa no valor do combustível, as medidas anunciadas pelo Governo Federal são consideradas insuficientes pelo movimento que promete seguir mobilizado. Além de caminhoneiros, o movimento conta com apoio de agricultores, estudantes, população e alguns empresários.

Foto: Angelo Batecini

Em São Marcos as manifestações seguem há exatos 8 dias não tem previsão para acabar, conforme os organizadores do movimento no município, atualmente a paralisação em São Marcos conta com cerca de 200 caminhões, sendo que alguns estão no Km 123, em Pedras Brancas. Vale destacar que a via segue livre e não há retenção de veículos de passeio e ônibus.

Porém, em meio a tantas notícias de paralisação, São Marcos amanheceu com destaque na Revista Veja desta terça-feira, a edição fala sobre o município, oficialmente declarado como a Capital Gaúcha dos Caminhoneiros e como a população vem se mobilizando e apoiando os motoristas. Confira a íntegra da reportagem

“Oficialmente declarada “capital gaúcha dos caminhoneiros”, a cidade de São Marcos realiza anualmente uma festa em que centenas de caminhões desfilam em procissão e os veículos são abençoados. Segundo o Detran-RS (Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul), São Marcos tem uma frota de 1.513 caminhões o que equivale a um caminhão a cada 13 habitantes, cinco vezes a média nacional, que é de um caminhão a cada 68 habitantes. No município, os caminhoneiros são chamados de “heróis da estrada”. A definição é do presidente da AMSM (Associação dos Motoristas São-Marquenses), Oneide Vilmar Fredrez. A entidade conta com 1.800 associados e está prestando auxílio aos caminhoneiros que decidiram fazer greve.

Foto: Angelo Batecini

A cidade de 20.103 moradores, localizada na serra gaúcha, fechou as portas do comércio na semana passada em apoio aos caminhoneiros. Nesta segunda-feira (28), mesmo com o anúncio do presidente Michel Temer (MDB) de redução do preço do diesel na bomba em 46 centavos, pelo menos 300 caminhoneiros ficaram parados à beira da BR-116 que cruza o município, sem obstruir a passagem de veículos.

“O pessoal está parado e não quer sair, é o próprio motorista que quer parar, ninguém impede a passagem. Os caminhoneiros são os ‘heróis da estrada’. Por isso, aquele motorista que veio de outro estado e parou aqui está recebendo alimentação e suporte. Nós sabemos que as famílias estão longe e fica preocupadas”, disse Fredrez a VEJA.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here