São Marcos deve colher mais de 1,3 mil toneladas de caqui

0
638
Foto: divulgação Emater

Estiagem traz quebra na safra mas não afeta qualidade. Principais cultivos também não sofreram perdas significativas, conforme Glaucio Brochetto, secretário municipal da Agricultura

Em colheita no momento, a safra de caqui na região da Serra Gaúcha, neste ano, deverá ficar 20% abaixo da projeção inicial (de 18 mil ton), ou seja, ficará em 14,4 mil toneladas, conforme estimativa da Emater/RS-Ascar. Atualmente, a região tem 1 mil hectares da fruta cultivados.

No momento está sendo feita a colheita de todas as variedades, de forma antecipada, em função do calor que vem sendo registrado durante as tardes, principalmente no mês de março e, principalmente, pela deficiência hídrica, pela estiagem que está ocorrendo.

Apensar do agravante e da baixa produtividade, a qualidade da fruta que está sendo colhida é boa, embora o calibre fique abaixo do esperado e do potencial da Serra. O mercado está fluindo razoavelmente bem, com um preço também remunerador, dizem especialistas.

Estiagem não afetou de forma drástica principais cultivos no município

Conforme dados da Secretaria Municipal de Agricultura de São Marcos, o município tem área estimada de 60 hectares de cultivo de caqui, com média de 22 toneladas por hectare, totalizando 1.320 mil toneladas da fruta.

“Quanto a questão da estiagem tivemos uma conversa entre as entidades representativas e chegamos a um consenso de que entre as culturas do nosso município a estiagem não afetou de forma significativa às culturas de maior importância econômica tais como, uva, alho, pêssego, maçã e caqui, já na cultura do milho, a qual não exerce safra tão significativa economicamente as perdas chegam a 37% sob a avaliação. Já no setor de hortaliças perdas menores ainda em virtude da utilização de irrigação, porém com o significativo aumento do custo de produção. Sendo que algumas culturas poderão apresentar perdas nas safras posteriores”, revelou Glaucio Brochetto, secretário de Agricultura de São Marcos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here