São Marcos decreta situação de emergência após temporal

0
1606
Prefeito Evandro Kuwer assinou decreto esta manhã. Foto: Paola Vedovelli - PMSM.

Agricultura tem estimativa de perda de mais de R$ 20 milhões. Na cidade, cerca de 100 casas foram atingidas. Mais de 800 clientes estão sem energia. Prefeito assinou decreto na manhã de hoje.

A Prefeitura de São Marcos decretou hoje, 1º de novembro, situação de emergência no município, devido ao forte temporal com ventos e muito granizo ocorrido na madrugada desta quarta-feira, dia 31.

A decisão foi tomada mediante parecer técnico da Defesa Civil que computou os danos nas áreas urbana e rural de São Marcos. Conforme os dados oficiais divulgados pela prefeitura, na cidade, os locais mais atingidos foram os Loteamentos Colina Sorriso e Vida Nova, e os bairros Jardim do Plátanos, Polo e Henrique Pante.

Aproximadamente 100 edificações, entre indústrias, prédios públicos e residências particulares foram atingidas sendo que em 10 residências as famílias que tiveram que deixar o lar e se alocar em casas de familiares ou amigos. Ao todo, Bombeiros e Defesa Civil distribuíram 600 metros de lona às vítimas, segundo o coordenador da Defesa Civil, Vinícius André Capeletti.

Segundo informações da RGE, cerca de 850 clientes ainda estão sem energia elétrica em São Marcos. Equipes estão trabalhando para restabelecimento dos serviços. Antenas de TV também foram afetadas pela falta de energia.

Agriculta teve perda mais de R$ 20 milhões

Conforme o Secretário Municipal da Agricultura, Fabiano Varela, a devastação foi maior no interior, sendo registrados prejuízos nas comunidades de Tuiuti, Marechal Deodoro, Zambicari, Tiradentes, Rosita, Santo Henrique, Santana, Edith e Riachuello.

“Os danos nas áreas de produção são vultuosos, chegando a perda total da produção de uvas, pêssegos, ameixa, caqui e maçã em algumas propriedades” revela Fabiano.

Na manhã de hoje ele esteve reunido com técnicos da Emater na cidade, quando foi feito relatório total dos danos na agricultura. Conforme o documento, as perdas totalizam R$ 20.454.110,00, em 1.406,5 hectares de área atingida, algo em torno de 700 produtores atingidos. A uva é a produção mais prejudicada com 1.300 hectares de parreirais plantados, sendo que 1.000 hectares foram danificados. Um prejuízo de mais de R$ 14 milhões. Confira tabela abaixo:

Houve também interrupção total no tráfego de algumas estradas, todas em função da queda de árvores e postes. Durante a tempestade o acumulado de chuva chegou a 85 mm em menos de 3 horas e o vento atingiu mais de 100 km/h.

O decreto assinado pelo prefeito Evandro Kuwer agora será remetido à Defesa Civil no Estado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here