Operação Tupã da PRF frustra diversas ações criminosas no RS

0
591

Na Serra a ação resultou na apreensão de cocaína em Caxias do Sul com a prisão de dois indivíduos. Além de apreensões em Bento Gonçalves e Vacaria

Diversas prisões, apreensões e muitas abordagens realizadas. Esse foi o resultado da Operação Tupã, realizada pela PRF em todo o Brasil entre a 0h de quinta-feira (30) e o fim deste sábado (02). No Rio Grande do Sul, as ações de combate ao crime resultaram em drogas e armas apreendidas, flagrantes de crimes ambientais, crime contra saúde pública, além da apreensão de veículos adulterados. A operação consiste na utilização de policiamento orientado por inteligencia, com emprego de análise de dados estruturados e informações qualificadas, de utilização de técnicas policiais avançadas e expertise dos policiais.

Desde as primeiras horas de operação, diversas ocorrências foram registradas nas rodovias federais gaúchas. Na madrugada de quinta-feira, em Caçapava do Sul, um homem foi preso transportando 10kg de maconha, após acompanhamento tático. Durante a tarde, em Bento Gonçalves e Vacaria, quatro estelionatários que aplicavam golpes e se passavam por funcionários do Banco Central foram presos pela PRF e pela PC, com maquinas de cartões, dinheiro, veículos e diversos cartões. Já em Osório, no meio da tarde, dois homens foram presos com o equivalente a mais de 1,5 milhão de reais (232.00 dólares). Eles não souberam explicar a origem e o destino do dinheiro.

Na madrugada de sexta-feira, em Osório, um homem de 44 anos foi preso por tráfico de drogas transportando mais de sete quilos de pasta base de cocaína. Pouco depois, na mesma cidade, um carregamento de duas toneladas de alimentos sendo transportados em uma camionete sem as mínimas condições sanitárias foi flagrado. O homem, de 49 anos, foi conduzido para a Polícia Civil. Na sequência, em outra abordagem em Osório, um homem de 29 anos foi preso portando um revólver calibre .38.

Já na manhã de sexta-feira (01), em Eldorado do Sul, PRFs recuperaram um veículo que havia sido furtado dias antes. Dentro do veículo estavam duas mulheres e uma criança de 10 anos. A condutora foi presa. Na mesma hora, em Pelotas, os agentes federais flagraram uma camionete carregada com mercadorias de origem estrangeira sem o devido desembaraço aduaneiro. Dentre os produtos, havia balanças eletrônicas e artigos de vestuário.

Durante a tarde de sexta, em Pelotas, Policiais Rodoviários Federais abordaram uma motocicleta e flagraram dois homem com 25 gramas de maconha, 55 gramas de cocaína, 90 gramas de crack e uma balança de precisão, bem como uma quantia de dinheiro. Ambos foram presos por tráfico de drogas.

Ja na noite de sábado (02), em Uruguaiana, um homem e uma mulher foram presos por estarem traficando entorpecentes. Ao revistarem o veículo em que estavam, os PRFs encontraram dois tijolos de maconha pesando 103 gramas e um pacote de cocaína pesando 104 gramas. Enquanto isso, em Rio Grande, 200 quilos de camarão e siri congelados foram flagrados sendo transportados sem qualquer sistema de refrigeração em uma caminhonete. Em Pelotas, na BR 116, três homens foram presos por estarem com duas armas escondidas em um Sandero. Os criminosos eram oriundos de Porto Alegre e suspeita-se que estavam indo para a região sul do estado praticar algum ato criminoso.

No fim da noite de sábado, em Bagé, durante fiscalização a um ônibus que fazia a linha Porto Alegre – Santana do Livramento, PRFs prenderam uma passageira traficando drogas. Em sua bagagem de mão, foram encontrados cerca de 1kg de maconha, 150 gramas de cocaína e 150 gramas de crack. Já em Pelotas, a PRF e a BM flagraram um criminoso conduzindo um Stilo com número de motor e chassi adulterados. Em Paverama, na BR 386, três homens foram presos por crimes de maus tratos a animais. No veículo em que estavam, PRFs encontraram 12 galos em flagrante situação de maus-tratos, amontoados uns sobre os outros, com o corpo e patas amarrados e as cabeças cobertas por tecido. Por fim, em Caxias do Sul, dois homens foram presos por tráfico com mais de quatro quilos de cocaína escondidos no painel de um Uno.

A denominação Tupã, que na língua tupi-guarani significa trovão, reflete a forma de atuação das centenas de policiais empregados na operação, caracterizada pela ostensividade e abordagens mais assertivas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here