Natal e ano novo: Fim e início

0
367

O fechamento do ano nos bombardeia com o acumulo de tarefas, presentes de Natal e organização das férias gerando um alto nível de stress

Com a chegada do Natal, incontáveis sentimentos nos dominam seja pela ausência de um familiar querido ou pela presença- conflitos familiares.

Emergem reflexões sobre o fim de um ano e inicio de outro, sobre o caminho percorrido, metas atingidas, dificuldades percorridas e desejos para um novo começo, novos ideais.

Antes mesmo de o ano terminar, as reflexões tomam conta de nós, pensamentos sobre o que deu certo e o que não deu, dominam nossos dias, fizemos um balanço geral das nossas vidas.

Essa época do ano traz quase uma obrigatoriedade de ser feliz, mas este emaranhado de reflexões também acompanha uma ponta de tristeza, pois está retrospectiva do ano nos traz lembranças tristes e essa tristeza faz parte das transições e nos dá base emocional para a felicidade.

Estes sentimentos, tanto os negativos quanto os positivos mobilizados pelo fim de ano, devem ser canalizados de forma produtiva, resgatar os nossos sonhos, construir os nossos projetos, crer que tudo pode ser diferente no ano que inicia se investirmos neste ideal.

Mas com o passar dos dias a vida toma novamente o velho curso e volta ao mesmo lugar de antes, as antigas adversidades pessoais. E podemos chegar a outro final de ano sem termos realizado nosso ideal. Para que este fato não ocorra cabem às reflexões:

  • Nesta data, devemos desenvolver expectativas realistas a respeito das mudanças que desejamos para nossas vidas. Traçar metas possíveis.
  • Escolhermos uma mudança de cada vez, desenvolvendo foco e consciência a respeito dela.
  • Buscar mudarmos os pensamentos para depois, começarmos a alterar a realidade ao nosso entorno. Existem tendências poderosas que nos mantem na zona de conforto, por pior que a situação se encontre, logo é preciso persistência e dedicação para haver mudança. Desejamos ardentemente mudar nossa vida, mas dificilmente nos propomos a se auto modificar.

A vida muda quando mudamos! E mudança é um processo! “Ano novo, vida nova, mas se a gente não for diferente, tudo vai ser igual.” Paulo César Baruk

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here