Meu companheiro de quatro patas…

0
818
Imagem ilustrativa

Inúmeras pesquisas comprovam os efeitos positivos da presença de animais de estimação para a saúde mental. O amor ao animal ensina fidelidade, constância e retribuição. Eles amam incondicionalmente e permanecem ao lado do dono durante todos os momentos, ajudando a superar qualquer sentimento de solidão.

Os animais domésticos podem dar um sentido para a vida, canalizando emoções, reduzindo o nível de cortisol, hormônio causador do estresse e estimulando a produção de dopamina e serotonina, hormônios relacionados com a felicidade e o bem-estar.

São excelentes companheiros de vida, são seres sensíveis, que se emocionam, sentem alegria e tristeza, sofrem e se realmente forem amados de forma incondicional retribuíram o sentimento.

Eles ensinam a viver o momento, tem capacidade de perdoar: voltam a confiar e a procurar conforto naqueles que os acolhem mesmo tendo sido vítima de maus tratos. Possuem compaixão, se afetam pelo sofrimento alheio, sua mera presença em casa cria a sensação de segurança nas crianças e combate a ansiedade da separação, influenciam positivamente as crianças com atrasos de desenvolvimento, auxiliam pessoas que lidam com dor crónica pela sua capacidade de acalmar e relaxar. São ótima companhia para idosos, que encontram um novo sentido para sair da cama. A taxa de suicídio é menor em donos de animais e diminui o risco do cuidador desenvolver depressão ou stress pós-traumático.

Os animais produzem efeito terapêutico satisfazendo a necessidade humana essencial que é o toque. Acariciar, abraçar ou segurar um animal exerce sobre os humanos um efeito calmante imediato, aliviando a tristeza.

Porem ter um bicho de estimação requer responsabilidade, pois significa cuidar de outro ser vivo que requer cuidados de saúde, alimentação, higiene e amor. E esta responsabilidade deve ser assumida durante toda a vida do animal, abandonar é um ato de crueldade que expõe o animal ao frio, a chuva, a fome, a atropelamentos, a brigas, maus tratos… onde tentam sobreviver a cada dia, procurando comida e abrigo.

Quando desejar adquirir este novo membro da família, lembre-se que a adoção é um ato de amor que envolve a salvação de uma vida. Você dá a oportunidade de animais que já sofreram terem um final feliz. Dê amor a eles, e o bem que eles te farão será imensamente maior do que o bem que você fez a eles.

Já dizia Freud, o pai da psicanalise: O tempo passado com gatos nunca é um tempo perdido, algo simples com um nível terapêutico.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here