Meninas da AMSM estreiam na Copa Link de futsal

0
490
Equipe conta com cerca de 20 atletas neste ano. Na última edição a AMSM ficou em 4º, quem venceu foi a Nefel. Foto: divulgação

Neste sábado, dia 11, às 21h30, no Ginásio Jardelino Scodro a equipe enfrenta a Clínica Futsal. A competição iniciou na última semana com 8 equipes da região

Em sua 2ª edição a Copa Link de Futsal Feminino evoluiu bastante em relação ao ano passado. Com 8 equipes nas disputas, só não teve mais inscritas porque a organização teve que segurar, para preservar o nível da competição e manter uma boa organização do evento, conforme Carlos Berbigier de Rosso, diretor de esportes da Associação dos Motoristas São Marquenses, que promove o evento esportivo com apoio da Link Escola de Idiomas.

“Temos uma equipe de Nova Petrópolis, duas de Bento Gonçalves, quatro de Caxias do Sul e nós de São Marcos. A competição terá formato todos contra todos em que as 4 melhores farão as finais da série ouro e as equipes que terminarem a primeira fase classificadas do 5° lugar ao 8°, farão as finais da série prata, proporcionando, assim, que todas as equipes tenham chance de conquistar um troféu”, explica.

Equipe da AMSM Futsal Feminino é treinada pelo professor Eraldo Oliveira. Foto: divulgação

A primeira partida da primeira fase da competição aconteceu em 1º de maio, quando a Nefel venceu por 6×1 a Base Feminina. Neste sábado, dia 11, em São Marcos, a AMSM enfrenta a Clínica Futsal, representante de Nova Petrópolis. O terceiro confronto será no dia 19 entre Olímpia e Bento Futsal e o quarto jogo da rodada, entre MGA e Damas de Ferro, ainda não tem data marcada.

“Estamos bem otimistas que será uma grande competição, assim como foi ano passado. A ideia da competição surgiu diante da necessidade de fomentarmos o futsal feminino em diversas cidades e locais, e não somente no eixo de Caxias do Sul. Dessa forma, conseguimos trazer jogos para a quadra da AMSM e valorizar mais o nosso futsal feminino diante dos familiares, amigos e namorados das meninas, bem como aos que se interessam por essa modalidade que só cresce no Brasil”, finaliza Carlos.

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui