Festa dos Mordomos remonta ao tempo do Bodo

0
294
Casais mordomos recepcionaram convidados. Foto: divulgação

Banquete ofertado aos pobres no século XIV, pela Rainha de Portugal, é relembrado há uma semana da Festa do Divino. No último sábado, Mordomos recepcionaram cerca de 150 pessoas em Criúva

A origem da Festa do Bodo ou Festa dos Mordomos remonta às celebrações religiosas realizadas em Portugal a partir do século XIV, nas quais a terceira pessoa da Santíssima Trindade era festejada com banquetes coletivos designados de Bodo aos Pobres, com distribuição de comida e esmolas. Tradição que ainda se cumpre em algumas regiões de Portugal.

Com o objetivo de resgatar as origens da devoção no Divino Espirito Santo e reacender o espirito caritativo, há alguns anos é realizada a Festa dos Mordomos, antes da Festa do Divino Espirito Santo, realizada no mês de maio em Criúva. O evento, no qual os casais Mordomos da Festa promovem uma confraternização no Salão Paroquial do distrito caxiense, para pessoas da comunidade, membros da organização, festeiros e convidados.

Casais festeiros de 2019, aias e o padre de Criúva, Mário Pereira. Foto: divulgação

Neste ano os casais Volmar José e Nilva Bertussi e Luiz Alberto e Ana Romani Soldera recepcionaram cerca de 150 convidados na tarde do último sábado (4). A Festa do Bodo nos tempos da Rainha Santa Isabel era a distribuição de comida aos pobres em dia de festa, data em que também se dava roupas ou dinheiro. Atualmente o evento tem como objetivo a confraternização e a celebração da fé no Divino, além de preservar as tradições.

Conforme o Pe. Mário Pereira, pároco de Criúva, a Festa dos Mordomos surgiu justamente pela devoção da Rainha Santa Isabel que era um presente que se dava aos mais pobres, antigamente denominado de Bodo.

Cerca de 150 participaram do evento em Criúva. Foto: divulgação

“Havia entrega de brindes, presentes, refeições, roupas, lembrando toda a realidade caritativa da fé em Jesus Cristo. Festa dos Mordomos ou Festa do Bodo é a sequencia desta devoção ao Espirito Santo que sempre acontece dentro da programação da Festa na Paróquia de Criúva”, explica o padre.

A divulgação da Festa do Divino teve início no dia 23 de fevereiro com o envio das bandeiras e início das louvações. Conforme o pároco, neste ano foram visitados mais de 800 locais entre residências, empresas, escolas e instituições. A Festa inicia oficialmente nesta sexta-feira (10) com ampla programação social, gastronômica e religiosa.

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui