Exaustão emocional na pandemia

0
342

O cansaço emocional surge quando sentimos que não temos força-energia suficiente para realizar tarefas simples

O surto de Coronavírus é um evento que podemos denominar traumático, considerando trauma a nossa resposta emocional a uma situação destrutiva. Interrompemos nossa vida cotidiana, o que nos leva a um aumento no nível de estresse, tristeza, raiva e também de comportamentos não saudáveis: falta de rotina, dormir tarde ou até tarde, comer em maior quantidade por estar mais disponível, postergar metas diárias de trabalho por ter tempo para realiza-las. E como resultado uma sensação de fadiga física e de exaustão emocional.

O cansaço emocional surge quando sentimos que não temos força-energia suficiente para realizar tarefas simples. O estresse e a angústia nos levam a sentir vontade de desistir das atividades e a fadiga desencadeia sintomas físicos como dor de cabeça, cansaço, insônia…

Mesmo aqueles que mantem sua rotina de trabalho, também vivenciam essas sensações, pois perdemos o senso de segurança, estamos à mercê do vírus mesmo sob os cuidados necessários, nosso lazer modificou bem como nossa situação financeira, tentamos descobrir novas formas de ser relacionar e conviver até mesmo com nossa família onde aumentou o tempo da presença uns com os outros: filhos em casa com aulas online, cozinhar e limpar e buscar que todos mantenham a organização, hábitos e manias de cada um se destacam nesse momento e os conflitos familiares que já existiam tornam-se maiores.

Esse momento é desafiador e precisamos nos organizar para superar esta crise que o acompanha. Precisamos criar uma convivência saudável e harmônica na nossa casa com muito dialogo e organização: rotina.

Devemos dividir tarefas e estabelecer horários, mas principalmente, respeitá-los: horários de trabalho home office, de aulas online, de lazer em família, de deixar o computador e o celular de lado, de ficarmos sozinhos, mesmo estando juntos, de resgatar hábitos como jogos de tabuleiro, conversas na varanda, de dividirmos entre os membros da família as escolhas de séries- filmes com um balde de pipoca, de um sono reparador, de exercitar-se…mas para que isso funcione tem que haver o desejo de um bom convívio familiar, de querer estar junto, que vai além das palavras, precisamos de gestos, respeito e tolerância. Onde a base essencial para este sucesso é a comunicação e o dialogo com bom senso.

A exaustão emocional dará lugar há uma semana intensa, a novas descobertas de convivência familiar, que poderão perdurar para além da pandemia. Afinal a família tem a função de nos oferecer proteção e apoio emocional para a resolução de nossos problemas e conflitos nos ajudando a manter a saúde física e mental.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here