Coronavírus: empresas retornaram nesta semana com medidas de segurança sanitária

0
1644
Colaboradores da Bepo tem temperatura corporal aferida na portaria da empresa. Foto enviada ao SMO

CIC São Marcos e associados elaboraram cartilha com orientações. Na Bepo, maior empresa do município, funcionários estão sendo monitorados nas entradas e saídas

As maiores empresas de São Marcos retomaram as atividades nesta semana depois de alguns dias paradas cumprindo isolamento em função da pandemia da Covid-19. Após a flexibilização nos decretos do governo do estado, na tentativa de impactar na economia, trabalhadores voltam aos seus postos com muitas dúvidas e receio de se esporem à contaminação do vírus.

O São Marcos Online conversou com o departamento de Recursos Humanos da Bepo, que soma cerca de 1.100 funcionários em seu grupo de empresas nas cidades de São Marcos, Montenegro e São Paulo. Conforme explica Márcia Boff, do RH da Bepo, todas as medidas de segurança apontadas pelos órgãos de saúde estão sendo executadas.

“Na quinta-feira na semana passada, antes da retomada dos trabalhos enviamos manual de boas práticas ao líderes de grupos que por sua vez encaminharam aos colaboradores, para que todos retornassem cientes das medias de prevenção”, revelou Márcia ao SMO.

A profissional de Recursos Humanos destaca que os colaboradores estão sendo monitorados desde a entrada até a saída da empresa todos os dias, conforme ela, todos os ambientes compartilhados estão sendo desinfectados a cada troca de turno e que também houve flexibilização de horários e mudanças no transporte coletivo.

“Montamos um grupo interno de monitoramento e todos tem a temperatura aferida já na portaria, também adequamos as entradas, salas de reuniões e espaços onde possam gerar aglomeração com demarcadores de piso, mantendo a devida distância entre as pessoas. Alteramos os horários entre os turnos diminuindo o fluxo pelos corredores da fábrica e no refeitório também, onde a capacidade foi reduzida em menos da metade”, detalhou.

No transporte coletivo a empresa adquiriu mais cinco linhas, sendo uma na cidade e quatro intermunicipais, permitindo que todos tenham acentos conforme protocolo de saúde relacionado ao transporte, que permite lotação sem que haja passageiros em pé.

Questionada pela reportagem sobre a reação dos funcionários da Bepo, Márcia afirma que todos estão cientes e compreensivos. “As pessoas entendem que as medidas são para o bem de todos na empresa, claro que precisamos cuidar da economia e manter nossos empregos mas, a saúde vem em primeiro lugar e todos estão colaborando”, finaliza.

Além das medidas de distanciamento e aferição a empresa dispõe de álcool em gel nos setores e indica o uso de máscaras própria do trabalhador pois a empresa não dispões deste EPI para todos. O uso de máscara e a lavagem das mãos com água e sabão são as principais medidas para evitar contaminação.

A CIC São Marcos em parceria com associados preparou cartilha com orientações ao empregadores e empregados de São Marcos. O manual, discriminado abaixo, também pode ser praticado por qualquer pessoa da comunidade neste momento em que todos devem prezar pela saúde coletiva. Confira na íntegra o manual:

ORIENTAÇÕES AOS TRABALHADORES E EMPREGADORES

Prezados,
Este documento foi elaborado com o apoio de empresários de São Marcos, seguindo as orientações dos Órgãos de Saúde e do Governo Federal, e tem por objetivo proteger a população, descrevendo algumas medidas que se fazem necessárias para promover o achatamento da curva de contágio do Coronavírus (COVID-19). Desta forma, apresentamos um conjunto de medidas que podem ser adotadas.

Cuidados na empresa:
⦁ Adotar procedimentos contínuos de higienização das mãos, com água e sabão em intervalos regulares;
⦁ Evitar tocar a boca, o nariz e o rosto com as mãos;
⦁ Utilizar álcool gel com frequência;
⦁ Quando necessário o uso de máscaras a mesma não deve ser compartilhada entre trabalhadores;
⦁ Utilizar luvas em atividades que necessitem o repasse de peças entre setores;
⦁ Evitar o máximo de circulação dentro da empresa;
⦁ Manter distância de 2m entre os trabalhadores;
⦁ Adotar medidas para diminuir a duração do contato pessoal entre trabalhadores;
⦁ Utilizar garrafa d’agua própria;
⦁ Utilizar sistema de escala de trabalho e revezamento de turno;
⦁ Disponibilizar na entrada do estabelecimento tapete com produto de higienização do calçado;
⦁ Manter ventilação natural nos locais de trabalho;
⦁ Priorizar agendamentos de horários para evitar a aglomeração;
⦁ Evitar deslocamentos de viagens e reuniões presenciais, bem como, visitas de pessoas que venham de outras cidades, apoiando-se de recursos de áudio e videoconferência para urgências;
⦁ Reforçar a limpeza e desinfecção de mesas, cadeiras, maçanetas, balcões, instrumentos de trabalho, corrimões, banheiros, terminais de pagamento, elevadores, mesas, cadeiras e outros de uso comum;
⦁ Reforçar a limpeza de sanitários, pias e vestiários;
⦁ Utilizar material de orientação como folders, cartazes, televisores com vídeos e/ou áudios para chamar a atenção frequente dos colaboradores;
⦁ Demarcar áreas limitando o distanciamento entre postos de trabalho;
⦁ Promover a conscientização dos trabalhadores, diariamente, sobre a importância dos cuidados para a prevenção de contágio pelo coronavírus;
⦁ Manter higienização, ventilação e demais medidas preventivas durante o transporte coletivo;
⦁ Os trabalhadores pertencentes ao grupo de risco devem estar sob atenção especial;
⦁ Proceder o isolamento do funcionário que apresente sintomas suspeitos, comunicando imediatamente a Vigilância Epidemiológica – (54) 3291.6428.

Cuidados ao chegar em casa:
⦁ Tirar a roupa ao entrar em casa, deixando-a longe do alcance dos demais membros da família;
⦁ Não entrar em casa com o calçado utilizado na rua, ele pode estar contaminado;
⦁ Ao chegar em casa, após o trabalho, vá direto ao banho antes mesmo de manter contato com as pessoas que ali estão;
⦁ Antes de entrar em casa, coloque tudo que você trouxe da rua em um “cantinho” já separado para isso. Ex. chaves, carteira, sacolas, entre outros;
⦁ Empresas que dispõem de restaurante devem solicitar ao serviço terceirizado o plano de contingência para a área de manipulação e fornecimento de alimentos;
⦁ Não compartilhar objetos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here