É hora de se separar? Insistir ou partir

0
414
Imagem ilustrativa divulgada na internet

Virar a página não costuma ser uma decisão simples, pois há uma história que foi construída e onde foi feito um grande investimento de afeto, energia e tempo, onde são compartilhados hábitos, amigos e muitas vezes filhos e um patrimônio.

Surgem os questionamentos: Será que ainda vale a pena tentar?

Surgem conflitos onde o relacionamento parece ser ao mesmo tempo, ruim demais para se insistir, mas existe afeto para desistir.

Como tomar essa decisão com um pouco mais de segurança? Alguns aspectos devem ser refletidos:

Parceria: Um relacionamento deve ser regado de diálogo, compreensão, admiração, dedicação e compartilhamento de atividades e interesses. Se não existe mais desejo da companhia um do outro, não se divertirem mais juntos, então uma continuidade saudável para a relação acabara insustentável. Nesta etapa as demonstrações de afeto deixam de existir e as palavras carinhosas somem do vocabulário, os defeitos se sobressaem sobre as qualidades, o olhar sob o parceiro se torna desinteressado.

Intimidade: Tocar e ser tocado, o carinho, o beijo e o sexo, é uma demanda essencial no relacionamento, sendo normal que haja altos e baixos ao longo do relacionamento.

Respeito: Se não há respeito entre um casal, não existe mais espaço para uma relação saudável. Muitas vezes o desrespeito ocorre em pequenas coisas que passam despercebidas, mas geram um desgaste na relação. O dialogo, a conversa necessária em qualquer relação é substituída por vazios e discussões onde é dito tudo o que se pensa, sem refletir se as palavras irão ferir ou não.

Planos e expectativas: Ninguém deve se anular e viver em função de outra pessoa, porem quando as expectativas não incluem mais o outro na maioria dos projetos, seja por falta de afinidade nos planos ou por não desejar a companhia do outro, provavelmente não há mais um casal, mas apenas duas pessoas mantendo um convívio.

Se a jornada é conjunta, é importante que haja alguma afinidade de destinos a se alcançar, planos em comum.

E apesar de sentirmos carinho por aquela pessoa com a qual compartilhamos parte de nossa vida, termos vivido bons e maus momentos, o amor pode acabar.

Nós nos apaixonamos, mas também nos desapaixonamos

Todos os relacionamentos passam por dificuldades, um casal em situações de conflito pode se beneficiar de um suporte psicológico, a terapia de casal auxilia a entender os problemas pelos quais estão passando, para que, juntos, tracem estratégias para supera-los. O único objetivo é o de chegar ao melhor desfecho possível, seja recuperar ou encerrar a relação da forma mais harmoniosa e saudável possível

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui