Cosplayer e fotógrafa são-marquenses tem trabalho divulgado por Felipe Neto

0
2228
A foto foi feita em Torres em 2017 e é uma das mais indicadas pelo Google. Arquivo pessoal

Nadine Rech e Geisa Rizzon tiveram foto usada em vídeo no canal do youtuber, com 36 milhões de inscritos

O vídeo publicado nesta segunda-feira, dia 3 de fevereiro pelo youtuber Felipe Neto pegou, inclusive as autoras de surpresa. Intitulado “Existem dois tipos de pessoas”, nele o ator e comediante define diferentes formas de se fazer algo. Com irreverência característica e própria ele trata como “normal” ou “esquisito” os diferentes tipos de pessoas.

Um registro feito ainda em 2017 pela fotógrafa Geisa Rizzon, da cosplayer Nadine Rech, foi utilizado por Felipe. Na foto, Nadine representa a personagem Ariel, de “A Pequena Sereia”, sucesso da Disney. O registro foi feito em Torres, no Litoral Norte.

“Eu recebi a notícia primeiramente em um grupo com fãs da Disney no Brasil todo. Na hora eu não entendi direito, foi aí que no meu Instagram comecei a receber mensagens de amigos e seguidores, avisando que eu estava no vídeo. Assim como novos seguidores avisando que estavam me seguindo por causa que viram minha foto no vídeo. Então corri contar pra Geisa, porque a foto foi feita por ela em um ensaio na praia de Torres.
Estamos muito felizes, porque há vários cosplays de Ariel na internet e foi uma felicidade terem escolhido a nossa foto”, diz Nadine.

Assista ao episódio em que Felipe Neto usa a foto das são-marquenses. Divulgação

“Sempre amei a área da criatividade e da criação”

Ela conta que começou como cosplayer, termo em inglês formado pela junção das palavras costume (fantasia) e roleplay (brincadeira ou interpretação) em 2014, depois de terminar a faculdade.

“Eu achei o momento ótimo pra poder fazer coisas que eu queria, mas não tinha tempo por conta da faculdade. Tenho uma amiga que era cosplayer na época e eu amava o que ela fazia, ela me incentivou a começar quando finalizei a faculdade. Então comecei a me dedicar ao cosplay como hobby, uma válvula de escape pro estresse do dia-a-dia. E foi justamente a Geisa que fez meu primeiro ensaio cosplay e desde então, seguimos juntas nessa. As fotos são importantes pra mostrar cada detalhe do cosplay”, relata a profissional da área de design gráfico.

“O cosplay veio pra completar as áreas de criação que amo, que são os trabalhos manuais. Fazer cosplay é se vestir de um personagem, recriando cada detalhe pra ficar parecido ao máximo com o personagem original, desde maquiagem, roupas e a acessórios, até modo de falar ou gesticular. É uma forma de arte e expressão”, destaca Nadine, que completa 29 anos neste dia 6 de janeiro.

As amigas atuam há 4 anos registrando cosplay. Arquivo pessoal

A foto de Pequena Sereia é a mais recomendada pelo Google

“Sei que pra muitas pessoas isso não tenha tanto valor, mas pra nós é gratificante, é uma satisfação, pois tem todo um trabalho por traz, não é simplesmente apertar um botão e a cada personagem que a Nadine vai interpretar eu tenho que estudar pra obter o melhor resultado”, explica a fotógrafa Geisa Rizzon cheia de orgulho.

Geisa também tem 29 anos e atua na fotografia há 7 anos, dos quais 4 também são dedicados ao cosplay com Nadine. “É um trabalho em conjunto, não adianta a Nadine fazer a melhor maquiagem ou usar o melhor figurino se o fotógrafo não conseguir captar com exatidão o que ela quer passar”, revela.

As são marquenses contam que em outra ocasião seu trabalho também foi destaque, desta vez em um revista de cosplay de Portugal, com a foto da personagem Daenerys Targaryen de Game of Thrones. Mas nada comparada a repercussão desta foto usada pelo youtuber brasileiro, conta Geisa.

A fotógrafa destaca ainda que, conforme o diretor do Felipe Neto, a foto de A Pequena Sereia é uma das mais indicadas pelo sistema de busca do Google, como uma das mais perfeitas, justificando ter sido usada no canal.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here