Coronavírus chega à Serra Gaúcha

0
1097
Foto: Agência Reauters/Augustin Marcarian

1º caso foi registrado em Caxias do Sul, subindo para 4 casos confirmados no RS

O comunicado do 1º caso de infecção pelo Coronavírus na Serra foi feito na noite desta quarta-feira (11) pela Secretaria Estadual da Saúde. No mesmo manifesto a pasta também confirmou outro caso em Porto Alegre, subindo para quatro o número de casos confirmados no Estado.

Conforme a Secretaria, os casos não tem relação entre si e o quadro de saúde dos pacientes é estável. O paciente de Caxias do Sul é um homem de 42 anos que esteve na Itália recentemente, já o caso da capital é de uma jovem de 19 anos que também esteve na Itália e retornou apresentando os sintomas.

Até esta quarta, três pessoas com suspeita de terem contraído o coronavírus seguiam sendo monitoradas em Caxias: um paciente é uma criança de um ano que reside na Espanha e veio a Caxias visitar familiares, o segundo é um homem que viajou a Paris e Londres e o terceiro caso suspeito é uma jovem que retornou de um intercâmbio na Itália.

Em Farroupilha, um paciente permanece em investigação. É um homem de 32 anos que teriam retornado recentemente da Itália. Em Canela também há um caso suspeito. Vacaria e Gramado tiveram o primeiro caso suspeito registrado.

Brasil está mais preparado

Na semana passada, em entrevista à Agência Brasil, o médico infectologista Rivaldo Venâncio, coordenador de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), afirmou que o Brasil está mais preparado para lidar com o Covid-19 do que estava, em 2009, para enfrentar a pandemia da gripe H1N1. Segundo ele, a população precisa se manter informada, mas não há razão para pânico.

OMS declarou pandemia de Covid-19 nesta quarta-feira

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou hoje (11) pandemia para o Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus.

Segundo a OMS, uma pandemia é a disseminação mundial de uma nova doença. O termo é utilizado quando uma epidemia – grande surto que afeta uma região – se espalha por diferentes continentes com transmissão sustentada de pessoa para pessoa. Atualmente, há mais de 115 países com casos declarados da infecção.

A questão da gravidade da doença não entra na definição da OMS de pandemia que leva em consideração apenas a disseminação geográfica rápida que o vírus tem apresentado.

“A OMS tem tratado da disseminação [do Covid-19] em uma escala de tempo muito curta, e estamos muito preocupados com os níveis alarmantes de contaminação e, também, de falta de ação [dos governos]”, afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, no painel que trata das atualizações diárias sobre a doença. “Por essa razão, consideramos que o Covid-19 pode ser caracterizado como uma pandemia”, explicou durante a conferência de imprensa em Genebra.

Ao caracterizar o Covid-19 como uma pandemia, Tedros Adhanom afirmou que o termo não deve ser usado de forma leviana.

Da redação do São Marcos Online, com informações da Agência Brasil

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here