Apesar da fiscalização, perturbação ainda é pauta em São Marcos

0
1224

Durante o fim de semana, em São Marcos foram abordadas 60 pessoas, em contrapartida, moradores reclamaram da baderna promovida pelos jovens no Loteamento EcoVille e registraram grande número de pessoas no local

Nos dia 23, 24 e 25 de outubro, o 36º BPM, realizou ações contra a perturbação do sossego público através da PATRULHA DO BARULHO.

Desenvolvida nos seis municípios que compõem a área do Batalhão (Farroupilha, Flores da Cunha, São Marcos, Antônio Prado, Nova Pádua e Nova Roma do Sul), e que teve o intuito de percorrer os locais com maior incidência de problemas, os quais vem sendo relatados e denunciados pelas comunidades.

Os problemas se somam ao período da pandemia do COVID19, onde as pessoas não deveriam estar aglomeradas, consumindo bebida alcoólica, promovendo algazarras e festas sem condições de segurança.

As ações serão avaliadas junto com demais segmentos da sociedade, autoridades dos demais órgãos inclusive os de saúde, pois entendemos que ações como esta devam se repetir, mas para tanto é preciso uma participação de todos, pois o problema em específico, não deve ser tratado apenas como ‘caso de polícia’, devendo ser considerado os motivos pelos quais eles estão em evidência, assim como os dias e horários destes.

Conforme o balanço do 36º BPM, em São Marcos foram abordadas 60 pessoas e vistoriados 42 veículos, sendo aplicada 1 autuação de trânsito.

Durante o fim de semana, moradores próximos ao Loteamento EcoVille, localizado na área central de São Marcos registraram a aglomeração de jovens e a baderna no local.

Em publicação nas redes sociais, um dos moradores desabafou:

“São Marcos virando terra sem lei! Nas noites dos finais de semana, Loteamento Ecoville só baderna, som alto e confusão. Durante as madrugadas, Comunidade aciona 190 porém NÃO comparecem.”

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here