A importância do não na educação das crianças

0
1293

Existem muitas questões emocionais por trás do comportamento de pais que não sabem dizer não aos filhos. Identificar está dificuldade é o primeiro passo para melhorar o relacionamento familiar.

Educar um filho não é uma tarefa fácil, e uma das mais difíceis é estabelecer limites para as crianças. Mesmo que seja uma situação difícil os pais precisam entender que educar é amar. Muitos pais ficam receosos em proibir alguma coisa depois de passar o dia longe dos filhos e acabam cedendo e permitindo tudo. Muitos pais ainda tendem a compensar a ausência com a permissão irrestrita de tudo que a criança deseja. O grande problema é a falta de limites que irá refletir na criação de uma pessoa que não sabe se controlar na sociedade. Ao estabelecer limites você ensina seu filho a respeitar aos outros e também a si mesmo. Os pais mostram a criança que embora ele seja muito importante para eles, suas vontades e desejos nem sempre serão realizados.

Além de conversar muito com a criança sem gritar e ameaçar, expor para as crianças o que é certo e errado cabe aos pais e responsáveis ensinar através de exemplos concretos, lembre-se que na infância os pais são os super-heróis e crianças aprendem por repetição de comportamento. Dessa forma se uma criança convive num ambiente saudável do ponto de vista físico e psíquico e é tratada com amor e respeito, certamente se desenvolverá de forma equilibrada com características éticas.

Dizer ‘não’ prepara as crianças para a adolescência, fase geralmente difícil onde há muita dificuldade de relacionamento com os pais e comportamentos de desequilíbrio emocional. Conforme Erikson: a adolescência trás crises de identidade para o desenvolvimento do individuo e nela o confronto com o mundo externo e interno. Na fase adulta terão dificuldades em tomar sozinhos o rumo de suas vidas e lidar com a competitividade da sociedade de forma natural.

Quando tentamos colocar limites nas crianças à palavra ‘não’ geralmente causa certa frustração, é dever dos pais ensinar e educar para torná-los mais flexíveis e seguros. Assim eles também aprenderão a se defender do que não lhes faz bem e impor seus próprios limites no futuro.
Também é dever dos pais mostrar que o sim não será sempre possível, pois a família possui regras a serem cumpridas por todos os membros da família e que as crianças também precisam saber que suas atitudes terão consequências.
Os pais precisam ter em mente que a incivilidade das crianças começa a se formar quando os pais ficam penalizados a dizer não a elas.

Todo ser humano se frustra desde que aterrissa neste mundo, não há como evitar que isso aconteça por mais que doa ver seu filho sofrer. Tentar satisfazer as vontades dele em determinada situação para que ele não se irrite ou cause alguma situação constrangedora como birra será inútil, pois na adolescência quando o comportamento tornar-se mais desafiador será muito mais complicado educa-lo para o mundo.

Ensinar os filhos a esperar e persistir faz parte do trabalho de pais e mães, pois se os adultos não derem limites satisfazendo todos seus caprichos elas não aprenderão a lidar com as adversidades que surgirem no caminho e lá no futuro os problemas serão ainda maiores, adultos insatisfeitos achando que o mundo gira em torno de suas necessidades pessoais não conseguindo se colocar no lugar no outro e pensar na coletividade.

Em resumo, seu filho precisa se decepcionar sim, e muitas vezes isso é bom para ele faz parte de seu desenvolvimento, só passando por essas situações ele aprenderá a lidar com as situações difíceis do dia a dia e conseguirá adquirir habilidades importantes para toda vida, como paciência, empatia e flexibilidade e amor ao próximo.

Artigo escrito pela professora da Escola Municipal de Educação Infantil Criança Feliz
*Veridiane Eloisa Dal Bó Maurina

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here