A importância da musicalização para os bebês

0
1553
Imagem ilustrativa

As aulas de musicalização para os bebês tornam-se a cada dia mais procuradas pelas famílias que enxergam essa atividade como parte do aprendizado e do desenvolvimento integral de suas crianças, devendo esse aprendizado começar ainda na gestação.

Por volta da 20ª semana o feto já dá indícios de audição, porém com pouca discriminação processando especialmente sons de baixa frequência. Essa função irá se aperfeiçoar ao longo dos meses restantes da gravidez (LUZ, 2005; O livro da gravidez, 2011).

Seu sistema auditivo estando em pleno desenvolvimento, também ouve sons através da fala e da respiração de sua mãe. Para BEYER (2005, p. 96), “o bebê já está em interação com o meio externo desde suas vivências uterinas, o que lhe permite trazer uma bagagem significativa de conhecimentos quando nasce”.

Gordon (2008), nos diz que o desenvolvimento auditivo das crianças e um vocabulário de audição musical (p7), deverão ser construídos para que não se percam as células que seriam usadas neste propósito.

Após o nascimento, a criança se integra ao mundo dos sons e das canções que trazem sentimentos e lembranças do ventre materno. Os ruídos, barulhos do cotidiano tornam-se familiares além de despertar sua curiosidade a cada estímulo auditivo novo, até os balbucios começarem a aparecer.

Com o passar dos meses sua a audição aguçada pela música, acentua a coordenação, concentração, o desenvolvimento cognitivo e a boa convivência entre os participantes das aulas.

Algumas das principais metas que o professor de musicalização almeja para a turma é estimular a capacidade de aprender, a expressividade sem o uso da fala, a afetividade, contando também com a alegria que uma aula bem planejada com o repertório vasto deixa em cada criança. O cuidado para que as crianças ao manusear diferentes materiais estejam seguras na prevenção de acidentes tornando um ambiente alegre e divertido.

São necessários para cada faixa-etária diferentes atividades, como canções, jogos, histórias, danças com o principal objetivo de tornar a aula agradável a todos e que estimule atenção, desenvolvendo sua percepção do que acontece ao seu redor, e a participação nas atividades.

Segundo a psicopedagoga Débora M. Barboni, “Quem vivencia música desde pequeno, se torna mais sensível, com uma concentração mais focada, com o ouvido mais apurado para aprender qualquer área, além do aprimoramento do senso estético para escolher músicas de qualidade.

A importância da musicalização para as crianças não é somente uma simples atividade, mas sim um grande aprendizado que tornará a vida dessas crianças mais felizes pela maneira de relacionarem com o outro e com um ambiente adequado, onde elas encontraram os recursos emocionais, cognitivos e culturais, levando estas experiências para toda a vida e ampliando sua formação e percepção do mundo.

Artigo escrito pela professora da educação infantil

*Quéli Cristina G. S. Quintana

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here