Diarréia Aguda: São Marcos ultrapassou 200 casos e tem 4 hospitalizados

0
683
Hospital tem quatro pessoas internadas com diarréia aguda: num único final de semana foram mais de 50 notificações

Após alerta emitido pelo Estado, municípios investigam causas e Corsan aumenta nível de cloro no tratamento da água. Cuidado especial com escolas, creches e restaurantes: ‘Aumento de consultas e internações’

O surto de diarréia aguda que atinge 25 municípios gaúchos, afetando mais de duas mil pessoas, também se faz sentir em São Marcos, onde mais de 200 casos já foram notificados.

Conforme informações da enfermeira Bruna Gonçalves, da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde, em outubro têm sido registrados em torno de dez casos por dia da ‘Doença Diarréica Aguda’ (DDA).

“Ainda não se sabe a causa, mas análises foram enviadas ao Lacen (Laboratório de Análises Clínicas) e se aguarda o resultado. Houve análise da água e deu normal”, ressaltou a enfermeira.

Além da diarréia, os principais sintomas são vômito, náusea, dor abdominal e febre. “Em alguns casos mais graves há necessidade de internação por gastrointerite e é preciso ter cuidado especial com crianças e idosos”, assinala Bruna.

‘Hospital fez mais de 50 atendimentos num final de semana e notificou 250 casos’

Conforme a diretora do Hospital São João Bosco, Aline Brochetto, quatro pessoas estão internadas devido a DDA e houve aumento significativo no número de consultas e internações.

“Começaram a aparecer casos de diarréia e vômito ainda no inicio de setembro. Inicialmente mais em criança. Com o passar dos dias foi percebido que crianças e adultos estavam contaminados. Tivemos aumento no numero de consultas e de internações e foram notificados em media 250 formulários para a Secretaria da Saúde. Num final de semana a enfermeira notificou em trono de 50 pessoas”, revelou.

A doença pode provocar desnutrição e desidratação intensas e, se não for tratada, leva à morte. Especialistas recomendam que o médico deve ser procurado logo que os primeiros sintomas se manifestarem. O principal risco é em crianças menores de cinco anos.

Em São Marcos houve visita às escolas e creches, ambientes onde o risco de contaminação é maior. Restaurantes e estabelecimentos que manipulam alimentos também precisam de cuidados redobrados e a lavagem frequente das mãos é recomendada.

Secretaria de Saúde emitiu alerta e CORSAN aumenta nível de cloro na água

Os casos de DDA começaram a surgir no Rio Grande do Sul ainda no final de agosto e se intensificaram em setembro e outubro. Em 7 de outubro a Secretaria Estadual da Saúde emitiu alerta para 25 municípios, entre eles São Marcos, onde o alerta foi emitido no dia 14.

Em oito cidades o agente causador já foi confirmado como o NOROVÍRUS, que pode apresentar resistência ao cloro na água tratada, segundo afirma o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs).

A Corsan assegura que o abastecimento de água não tem relação com o surto. Mesmo assim a companhia aumentou os níveis de cloro em 80%, de 0,5 partes por milhão (ppm) para 0,9 ppm. A medida anunciada nesta quinta (21) foi tomada como forma de prevenção contra a doença diarreica aguda.

Municípios com surtos de DDA no RS:
Barra Funda – 26 casos
Bento Gonçalves – 394 casos
Carlos Barbosa – surtos identificados (sem informação de número de casos)
Caxias do Sul – surtos identificados (sem informação de número de casos)
Colorado – 19 casos
Dois Irmãos – mais de 200 casos
Esteio – 144 casos
Garibaldi – surtos identificados (sem informação de número de casos)
Horizontina – 69 casos
Lavras do Sul – 174 casos
Mato Leitão – 50 casos
Monte Belo do Sul – surtos identificados (sem informação de número de casos)
Morro Reuter – cerca de 20 casos
Pinto Bandeira – surtos identificados (sem informação de número de casos)
Porto Alegre – 3 casos
Saldanha Marinho – 228 casos
Santa Cruz do Sul – 374 casos
Santa Maria – surtos identificados (sem informação de número de casos)
Santana do Livramento – 214 casos
Santa Rosa – 28 casos
Santo Cristo – 14 casos
São Marcos – surtos identificados (sem informação de número de casos)
Sarandi – 49 casos
Tucunduva – 33 casos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here