Com rim paralisado, jovem precisa de cirurgia para conter infecção na boca

0
6980

Tamires sofre há 5 anos com uma infecção grave na boca e além da extração de 15 dentes, perdeu um rim pelo uso de medicamentos.

A são-marquense Tamires Cristiane Cardoso dos Santos tem 30 anos e uma infecção grave na boca. A jovem precisa fazer uma cirurgia no osso maxilar para  drenar a infecção que está parcialmente controlada com o uso de antibióticos e anti-inflamatórios e fazer a colocação de implantes dentários para substituir os dentes removidos. Além da necessidade de extrair diversos dentes por causa da infecção, Tamires teve o funcionamento dos rins comprometidos pelo uso de medicamentos.

Tamires é casada, tem dois filhos, mora na Michelon e trabalha em uma empresa da cidade de São Marcos porém está afastada de suas atividades devido a um acidente que ocasionou uma lesão no ombro. A renda da família vem do salário que ela ainda recebe e do salário do marido, além da ajuda de conhecidos.

“Meu salário vai praticamente todo em remédios e exames, a gente até tenta guardar um pouco por mês pra tentar fazer esse procedimento, mas não conseguimos porque tem as despesas da casa”

De acordo com a são-marquense, a infecção foi descoberta durante a gestação do filho mais novo, há cerca de cinco anos. Na época a jovem precisou extrair 8 dentes de uma vez na tentativa de reduzir a infecção e não precisar tomar tantos medicamentos em função da gravidez.

Tamires relata que a situação piorou há cerca de um ano, quando o funcionamento do rim foi comprometido. Na tarde desta quarta-feira, em nova consulta, a jovem descobriu que um dos rins já não funciona mais e o outro funciona cerca de 30%. A cirurgia no maxilar fará com que a jovem não precise mais de tantos remédios para infecção, possibilitando que o rim talvez se recupere.

Nesta semana a jovem também consultou novamente com um especialista em endodontia e de acordo com laudo do profissional, precisará remover mais 6 dentes e fazer uso de implantes. O custo de tal tratamento fica em torno de R$ 15 mil reais e a família criou uma vakinha virtual para tentar resolver a situação o mais breve possível, já que trata-se de uma situação grave, além disso, com a redução no uso de medicamentos há a possibilidade de um dos rins de recuperar.

Quem puder contribuir com qualquer valor pode fazer suas doações através da vakinha, via depósito bancário no Banco do Brasil agência: 0885-0 conta: 22.040-x ou pix tamiisantos2019@gmail.com

“A empatia é certamente um dos mais nobres sentimentos humanos. Para entender e ajudar o próximo é necessário se imaginar na condição dele” (Lázaro de Souza Gomes)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here