Empresa Nelar contesta fala do atual secretário de Meio Ambiente na Câmara de Vereadores

0
1306

Através do São Marcos Online a empresa alega ter sido atacada em sua reputação pela exposição de Fabiano Varela, ao apresentar documento em plenário relacionando o patrimônio público

O Secretário de Meio Ambiente do município de São Marcos, Fabiano Varela, esteve na Câmara de Vereadores na última segunda-feira prestando esclarecimentos a pedido do presidente da casa, Antônio Luiz Brochetto, acerca da coleta seletiva e de resíduos.

Ao ser questionado pelo vereador da oposição, PP, Juca Camargo, sobre o patrimônio municipal relacionado a equipamentos que estariam na célula localizada junto ao antigo aterro sanitário no interior do município, em São Jacó, o secretário apresentou documento constando declaração de bens e patrimônio da estação de triagem, em que a empresa Nelar declarava possuir bens dentro da devida estação. A relação de bens consta no documento datado de primeiro de dezembro de 2016. O secretário complementa que ao assumirem administração pública na gestão do atual prefeito, não encontraram nenhum equipamento e o barracão vazio no centro de triagem.

Ao se sentir lesada com a declaração do representante da administração municipal, a empresa Nelar vem a público expressar descontentamento. Conforme a nota, a empresa preza pela idoneidade e por dez anos prestou este serviço ao município de São Marcos. A concessão hoje está sob controle da empresa Eco Verde que venceu a última licitação.

Confira a nota da Nelar na íntegra

“A Nelar vem por meio desta nota de esclarecimento se manifestar publicamente sobre o que foi pauta na última sessão da Câmara de Vereadores deste município no dia vinte e quatro do cinco de dois mil e vinte e um. Aonde o Secretário do Meio Ambiente, Fabiano Varela, prestou esclarecimento sobre a coleta de lixo no município de São Marcos. Por entender que tivemos nossa idoneidade comprometida, quando fomos acusados de apropriação de patrimônio público, pelo secretário do meio ambiente, ao ser questionado pelo vereador Juca Camargo, sobre o que havia ocorrido com o patrimônio, após o encerramento das atividades da estação de triagem de resíduos seletivos do município. Apresentou um documento justificando ao dizer que os equipamentos teriam sido doados a Nelar, o que não é verdade. Se ele ao menos tivesse lido o documento que apresentou, poderia ter a resposta certa.

No documento apresentado está uma declaração listando que os itens que nela constam eram de propriedade da Nelar e que foram adquiridos no decorrer dos anos para melhor realização do trabalho. Mais uma vez salientamos a falta de informação do nosso secretário, pois é impossível realizar doação desse tipo de patrimônio, é ilegal, se ele tivesse ao menos se dado ao trabalho de se informar, saberia que os equipamentos citados pelo vereador Juca foram leiloados antes da data do documento, pois já não estarem mais em estado de utilização, como demanda a lei.

Agora gostaríamos que o secretário nos apresentasse qual a relação patrimonial dos equipamentos que ele cita como sendo doados a empresa Nelar. Somos uma empresa idônea, comprometida com um bom trabalho, que pode ser atestado, que pode ser apresentado nos mais de dez anos de atuação na coleta de lixo do nosso município, extrema falta de profissionalismo, comprometimento e respeito com uma empresa que só contribuiu com o São Marcos.”

Confira o vídeo com a fala de Fabiano Varela na Câmara

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here