Com agravamento da pandemia, STF pode vetar em plenário cultos e missas

0
224

Entendimento da Corte é que estados têm legitimidade para impor restrições

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Kássio Nunes Marques liberando cultos religiosos presenciais gerou insatisfação nos bastidores. Há preocupação com o risco de aglomerações em igrejas no pior momento da pandemia do coronavírus.

No sábado (3), véspera da celebração da Páscoa, o ministro Nunes Marques autorizou, em decisão monocrática, a realização de cultos e missas.

O ministro Marco Aurélio criticou a decisão do colega. Disse que a liberação de cultos e missas poderá ser discutida na sessão do plenário do STF na 4ª feira (7), e que será derrubada pelos ministros da corte.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here