PRF encerra Operação Ano Novo 2021 com queda no número de feridos no Rio Grande do Sul

0
92
Foto: PRF/divulgação

As ações ocorreram de 30 de dezembro de 2020 a 03 de janeiro de 2021

Com a chegada do final do ano, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) novamente reforçou a fiscalização, o trabalho de prevenção a acidentes e o combate ao crime nas rodovias federais gaúchas. As ações ocorreram de 30 de dezembro de 2020 a 03 de janeiro de 2021 nos principais pontos de acidentalidade, incidência de práticas criminosas e aumento de fluxo.

Nesse período, houve grande quantidade de veículos nas rodovias que ligam o litoral às demais regiões do estado, principalmente no final de semana. Além de atividades educativas, os agentes realizaram fiscalizações de trânsito para coibir as condutas mais associadas a acidentes graves em rodovias, como ultrapassagens em locais proibidos, embriaguez ao volante e o não uso do cinto de segurança. Mais de 2.100 veículos e pessoas foram fiscalizados em todo o estado.

Ainda assim, muitos condutores colocaram suas vidas e as de outras pessoas em risco. De 30 de dezembro a 03 de janeiro, 145 testes de etilômetro foram aplicados, sendo 57 motoristas flagrados dirigindo após o consumo de bebida alcoólica. O número é 26% menor do que o registrado no período anterior (virada de 2019 para 2020).

As ultrapassagens indevidas contribuíram para alguns dos acidentes registrados, sendo 275 condutores autuados por tais manobras, representando um aumento de 28% em relação ao feriado prolongado do ano novo 2019/2020.

As ações de combate ao crime resultaram na maior sensação de segurança para a população com o reforço do policiamento ostensiva nas rodovias, e na prisão de 20 pessoas (redução de 39%).

Considerando apenas os trechos de rodovia federal que cruzam a serra gaúcha, no entanto, houve aumento de 15% no número total de ocorrências em comparação com o período anterior. 33 acidentes foram registrados. Os acidentes graves, aqueles que resultam em vítimas mortas ou gravemente feridas, tiveram aumento de 13%, somando 8 atendimentos. No total, 40 pessoas ficaram feridas, 5% menos que no ano passado, e 2 pessoas perderam a vida, ante o ano passado em que não houve fatalidades.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here