Inquérito sobre homicídio ocorrido no dia dos pais deve concluir que autor agiu em legítima defesa

0
1635
Imagem ilustrativa

Desentendimento entre irmãos resultou na morte de Everton Denque, 41 anos

Conforme o delegado Camilo Pereira, em entrevista à Rádio São Marcos FM, ao que tudo indica o autor do crime e irmão da vítima, agiu em legítima defesa própria e de terceiros já que seu intuito era também de proteger o pai.

De acordo com o delegado, as testemunhas afirmaram que no dia do crime Everton, que cumpria prisão domiciliar, teria chegado a casa do pai visivelmente embriagado e transtornado, fazendo ameaças aos particiantes do almoço e tanto o pai quanto o irmão tentaram acalmá-lo. A vitima chegou a pegar um machado para tentar agredir os familiares. O irmão conseguiu desarmá-lo e o conteve fazendo uso de uma corda, da qual a vitima tentava escapar a todo momento.

Conforme relato do autor à polícia, em dado momento a família achou que Everton havia desmaiado e acionou o Samu, que constatou o óbito. Em seguida foram acionadas a Brigada Miliar e a Polícia Civil.

O delegado informou ainda que com o resultado das perícias será possível precisar se houve excesso culposo ou doloso na legítima defesa. O delegado Camilo Pereira é titular da delegacia de Nova Petrópolis e substituiu o delegado Edinei Albarello que está de licença.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here