Polícia Civil finaliza inquérito do caso Kauana

0
3679

Acusado foi indiciado por duplo homicídio qualificado, incêndio e ocultação de cadáver. Laudo não apontou abuso sexual

A Delegacia de Polícia Civil de São Marcos, sob o comando do Delegado Edinei Albarello, encaminhou ao Poder Judiciário nesta quinta-feira (9) o inquérito do caso Kauana. A menina foi assassinada por Leandro Daniel Hoffmann, no dia 26 de junho. Na ocasião a avó da menina também foi vitima do criminoso e a casa da família foi incendiada com Irene no interior da moradia. O corpo de Kauana foi encontrado 4 dias depois dentro de um córrego a 300m da propriedade da família.

Conforme o delegado, o acusado foi indiciado por duplo homicídio qualificado, incêndio e ocultação de cadáver. A necropsia no corpo de Kauana apontou que a vitima sofreu um ferimento na cabeça provocado por disparo de arma de fogo e dois ferimentos no abdômen provocados por arma branca (provavelmente faca). Não ocorreu abuso sexual. A jovem completaria 17 anos nesta sexta-feira, dia 10 de julho.

O laudo referente a necropsia de Irene da Fonseca; 67 anos, avó da menina, ainda não foi remetido pois depende do exame de DNA para identificação do cadáver.

Leandro Daniel Hoffmann, foi preso em Vila Oliva, 4 dias após o crime e apontou a localização d corpo da jovem. Depois de cometer o crime ele teria feito aproximadamente 80km a pé pelo mato, até chegar a localidade caxiense.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here