Pandemia: prefeito Kuwer e demais representantes da Serra enviam ofício ao governador

0
1835
Prefeito de São Marcos participa de reunião online entre AMESNE e Eduardo Leite esta tarde. Foto: prefeitura/divulgação

Após mudança para bandeira vermelha, Eduardo Leite ouvirá prefeitos da região em videoconferência. Pela manhã, Gabinete de Crise decidiu por manter restrições de bandeira laranja

Após mudança de bandeira laranja para vermelha na macrorregião da Serra, anunciada pelo Governo do Estado no início da noite deste sábado (13), e que exige medidas mais rígidas de distanciamento social, incluindo o fechamento do comércio não essencial e de diversos serviços, muitas manifestações foram registradas através de redes sociais, mostrando que há divisão de opinião entre a população.

Em São Marcos, reunião esta manhã entre membros do Gabinete de Crise, instaurado para discutir a pandemia no município, resultou na manutenção das restrições impostas pela bandeira laranja, em oposição a decisão de Eduardo Leite, que passa a valer a partir desta segunda-feira (15) para os 49 municípios que compõe a divisão estadual.

“Até o momento seguimos como está. Está sendo elaborado documento e buscado diálogo com o Governo do Estado para argumentar novas medidas”, informou a assessoria de imprensa da prefeitura, ao São Marcos Online, logo após reunião.

A reportagem também apurou que foi enviado ofício assinado pelos prefeitos de 36 municípios que compõe a AMESNE (Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste).

O documento, encaminhado ao Governo do Estado solicitou audiência urgente com Eduardo Leite. Segundo informações levantadas pelo SMO, o governador participa de videoconferência com prefeitos esta tarde.

No documento, prefeitos manifestam perplexidade e argumentam que os critérios para definição das bandeiras foram alterados na quinta-feira e já aplicados no sábado com a situação praticamente estabelecida; que em nenhum momento foram contatados ou consultados sobre a possibilidade de alteração da bandeira.

O ofício informa ainda que a ocupação de leitos de UTI gira em torno de 75% na região e que está prevista a habilitação de mais 26 leitos de UTI ainda nesta semana.

A AMESNE informa que os municípios estão dispostos a participarem na contratação de leitos de UTI para dar uma respostas à situação e que há forte disposição de colaboração e contribuição no enfrentamento da pandemia.

As lideranças pedem para que seja reconsiderada a decisão, permanecendo pelo menos por mais uma semana na bandeira laranja, para que haja tempo e condições de contribuição do municípios junto ao Governo do Estado.

A mudança também causou manifestações de refeitos da região centro-oeste do RS, que passa para bandeira vermelha assim como a Serra.

Mais cedo, em resposta, o governo informou que irá responsabilizar criminalmente os prefeitos que não respeitarem a mudança para bandeira vermelha.

A ação será feita com base no artigo 268 do Código Penal, onde descumprir as medidas sanitárias para evitar a propagação de doença contagiosa – no caso o coronavírus – é considerado crime.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here