‘Ato de coragem e bom-senso do prefeito para enfrentar Coronavírus sem matar economia’

0
1335
Foto: Divulgação Prefeitura

Decreto define regras para indústrias, serviços e comércios, que funcionarão com 50% de ocupação, distanciamento e horário para idosos: “Isolamento dos grupos de risco e distanciamento social é o foco”

Sem registrar casos de Coronavírus e com leitos hospitalares disponíveis para internar pacientes que possam contrair o Covid-19, São Marcos decidiu liberar o comércio e outras atividades econômicas. Decreto Municipal que estipula novas regras e com validade de 30 dias foi promulgado nesta quinta (16) pelo prefeito Evandro Kuwer, conforme anunciado em live no Facebook às 10h. “Precisamos enfrentar o Coronavírus preservando a economia”, destaca o chefe do Executivo, ressaltando que ao invés do isolamento, os são-marquenses praticarão o Distanciamento Social Seletivo (DSS), de acordo com orientações do Ministério da Saúde promulgadas em 3 de abril.

O Procurador do município Bruno Fachini salienta que a liberação de atividades econômicas foi possível porque houve um “ato de coragem e bom-senso do prefeito”. “Precisamos enfrentar o Coronavírus sem matar a economia e sem sacrificar os comerciantes e pequenos prestadores de serviços. O combate ao Coronavírus parte do bom-senso e da consciência das pessoas. As do grupo de risco devem se manter em isolamento e as demais se manterem distantes. Esse é o foco”, pondera.

Bruno destaca que em municípios sem casos e que não estão com alta ocupação em unidades de Saúde, os setores produtivos devem voltar a funcionar com critérios, exigências, recomendações, orientações e procedimentos para manter o controle sobre a pandemia. “Mesmo com o decreto estadual, entendemos que as regras federais são mais coerentes”, observa, lembrando que mais de 90% dos municípios gaúchos não registraram casos de Covid-19.

O Procurador ressalta que São Marcos mais uma vez sai na frente, mostrando comprometimento com a comunidade. “Fomos um dos primeiros a fazer as restrições e estamos um dos primeiros da região a retomar as atividades. Muito disso se deve à qualidade do nosso sistema de saúde”, assinala.O Decreto foi promulgado com base na existência de “autonomia municipal para regrar a situação local naquilo que não entra em conflito com o ordenamento federal”. Além disso, as orientações do Ministério da Saúde são de que as pessoas com menos de 60 anos e que não apresentam sintomas podem circular livremente, observadas condutas de higiene e de contato com grupo de risco (idosos devem permanecer em isolamento domiciliar). “Não temos casos positivos, apenas em análise, nos reunimos com entidades e órgãos de Saúde e precisamos evitar que pessoas fiquem desempregadas. As pessoas são responsáveis e temos que pensar no bem comum. Haverá fiscalização e quem não seguir as orientações será penalizado. Caso a situação mude e tenhamos que voltar atrás faremos isso”, assinala o prefeito.

Eventos seguem cancelados, clubes e quadras esportivas fechadas

Conforme o decreto, os comerciantes deverão observar uma série de normas, estabelecidas para evitar o contágio. Uma das determinações é a de que os estabelecimentos comerciais e de serviços deverão funcionar com no máximo 50% de sua capacidade e respeitando a distância mínima de 2 metros entre pessoas. Haverá cartazes indicando as regras e as lojas deverão estipular horário especial de atendimento para idosos, principalmente na lotérica e nas agências bancárias.

Os funcionários deverão usar máscaras e serão avaliados quanto apresentação de sintomas de gripe. Nos restaurantes as mesas deverão ficar mais afastadas e os buffets precisarão ter protetor salivar. As superfícies de toque como paredes e corrimões devem ser higienizadas a cada três horas, preferencialmente com álcool gel 70%.

Segue proibida a realização de eventos em locais fechados e mesmo em lugares abertos com mais de 30 pessoas. E também continua suspenso o funcionamento de quadras esportivas, clubes sociais e órgãos semelhantes. Os velórios e cerimônias deste tipo devem respeitar o limite de até 30 pessoas simultaneamente. O funcionamento de Igrejas e Templos devem observar a lotação prevista no Decreto Estadual. Também o transporte público funcionará respeitando normas de higienização especiais, conforme o capítulo 3 do Decreto, que trata da Mobilidade Urbana.

“Com esse decreto esperamos continuar enfrentando o Coronavírus sem comprometer a economia de nosso município”, finaliza o prefeito de São Marcos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here