Secretaria da saúde reforça cuidados para evitar acidentes com animais peçonhentos

0
616

A maior preocupação são os acidentes com aranha marrom

A 5ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) comunicou a Vigilância em Saúde de São Marcos sobre o aumento expressivo no uso de soros por animais peçonhentos, especificamente o uso do soro por acidente com aranhas. No município de São Marcos, a Secretaria de Saúde também registrou inúmeros casos e por isso alerta a população sobre alguns cuidados necessários.

De acordo com a 5ª CRS, nesta época do ano existe um aumento natural da população das aranhas nos domicílios o que ocorre, muitas vezes, devido ao aumento do calor e umidade que permitem, por exemplo, o crescimento expressivo da grama no entorno das residências, fazendo com que estes locais sirvam de esconderijo tanto para aranhas como para outros insetos, que muitas vezes servem naturalmente de alimento para as aranhas.

Para divulgar os cuidados necessários, a Prefeitura fará mais uma edição da campanha “Prevenção: o melhor remédio”, que em 2018 foi desenvolvida para falar sobre riscos e cuidados necessários com relação aos animais peçonhentos. A campanha inicia hoje (18), com divulgação em rádio local.

Confira as dicas de prevenção:

Na área externa do domicílio

  • Manter limpos quintais e jardins, não acumular folhas secas e lixo domiciliar;
  • Não jogar lixo em terrenos baldios;
  • Limpar terrenos baldios situados nas redondezas dos imóveis;
  • Evitar a formação de ambientes favoráveis ao abrigo dos animais, como obras de construção civil e terraplenagens que possam deixar entulho, superfícies sem revestimento, umidade etc;
  • Remover periodicamente materiais de construção e lenha armazenados, evitando o acúmulo exagerado;
  • Remover folhagens, arbustos e trepadeiras junto às paredes externas e muros;
  • Manter fossas sépticas bem vedadas;
  • Rebocar paredes externas e muros para que não apresentem vãos ou frestas;
  • Não colocar mãos ou pés em buracos, montes de pedra ou lenha;
  • Usar sempre calçados e luvas durante as atividades rurais;
  • Usar telas e vedantes em portas, janelas e ralos;

Na área interna do domicílio

  • Rebocar paredes para que não apresentem vãos ou frestas;
  • Vedar soleiras de portas com rolos de areia ou rodos de borracha;
  • Telar as aberturas dos ralos, pias ou tanques;
  • Telar aberturas de ventilação de porões e manter assoalhos calafetados;
  • Manter todos os pontos de energia e telefone devidamente vedados;
  • Sacudir e examinar calçados e roupas antes de usar;
  • Não deixar roupas penduras em pregos ou próximas a paredes.

Na ocorrência de acidentes com animais peçonhentos, procure assistência médica, mesmo sem sintomas aparentes e, sempre que possível, levar o animal ou fotografar para que possa ser identificado o agente agressor. A cura do paciente acidentado depende da rapidez do diagnóstico e do uso de medicação adequada.

Caso ocorra incidência desses animais na sua residência, faça a captura correta e segura e leve-o para identificação, ou solicite que um profissional o faça por meio de uma visita de análise de risco ambiental à Vigilância Ambiental em Saúde pelo fone (54) 3291-6428. 

Fonte: Ascom Prefeitura

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here