Criúva recebeu fiéis em homenagens ao Padre Pedro

0
763

2ª Romaria teve peregrinação, celebrações e almoço para cerca de mil pessoas neste domingo (19)

Padre Pedro Rizzon nasceu em São Marcos no ano de 1918, filho de agricultores, estudou em São Leopoldo Filosofia e Teologia e fez-se padre. Atuou durante 22 anos como pároco de Criúva. Ficou conhecido por incentivar grandiosamente a Festa do Divino Espirito Santo, um dos patrimônios religiosos da Serra Gaúcha. Padre Pedro foi Reitor do Seminário Nossa Senhora de Aparecida, local de formação de sacerdotes na Diocese de Caxias do Sul. Também foi professor universitário da UCS. O Padre Rizzon faleceu em 19 de agosto de 2004, aos 86 anos em sua terra natal, São Marcos.

Pela sua trajetória e contribuição social, se tornou ícone religioso na região e sua imagem está imortalizada em estátua de bronze situada em frente à Igreja de Nossa Senhora do Carmo, no distrito caxiense de Criúva. O busto de Padre Pedro e uma sala memória com fotos que remontam a história do sacerdote foram inaugurados em agosto de 2018, durante a primeira romaria.

Neste ano as homenagens ganharam adesão dos ciclistas, que no último dia 10 de agosto partiram em romaria em um grupo de aproximadamente 80. No último sábado, dia 17 outro grupo, desta vez com motos e jipes se dirigiram à Criúva.

Para o domingo (18), estava marcada cavalgada e romaria apé, por´me devido ao tempo ruim teve que ser cancelada, mas mesmo assim centenas de pessoas caminharam os mais de 16 km partindo de São Marcos. Conforme dados da organização, cerca de duas mil pessoas estiveram em Criúva durante o domingo. Ao meio dia, após a primeira celebração, foi servido almoço para mais de mil pessoas. Às 15h houve outra celebração na igreja encerrando as atividades em memória do Padre Pedro Rizzon.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here