Bra-Pel: confira opinião dos são-marquenses que participaram do clássico centenário

0
1708
Airton Michelon Moraes e Eder Zanella representam São Marcos no futebol gaúcho. Fotos: arquivo pessoal

O goleiro do Pelotas Airton Moraes Michelon e o 4º árbitro da partida Eder Zanella falaram ao São Marcos Online sobre o jogo que marcou a volta do 2º maior clássico do futebol gaúcho após 5 anos

No último domingo, dia 17, no Estádio Bento Freitas, em Pelotas, o Xavante fez 2 a 1 com gols de Pará e Michel. Jarro descontou na partida que marcou o retorno do clássico. Além de escapar do rebaixamento, o Brasil de Pelotas, que chegou a vitória 128 no clássico, ainda se manteve vivo por vaga na próxima fase, mas para tanto terá de vencer o Veranópolis hoje, fora de casa, e torcer por resultados paralelos. Já o Pelotas ocupa a sétima posição e enfrenta o Grêmio também esta noite. Os jogos acontecem às 21h30.

Pela primeira vez na história, um clássico Bra-Pel teve um setor exclusivo para a torcida mista. Quinhentos torcedores de Brasil e de Pelotas assistiram juntos à partida válida pela 10ª rodada do Gauchão.

Jesus, que jogo” diz árbitro da Federação Gaúcha

Zanella, à direita da foto, participou de dois clássicos em duas semanas, Bra-Pel e Ca-Ju. Foto: Arquivo pessoal
“Sobre o BRAPEL, Jesus, que jogo! Jogo ótimo pra se trabalhar, com estádio lotado, show das torcidas, jogo pegado, disputado palmo a palmo, energia muito boa. Queria que todos os jogos que trabalhasse fossem assim, 220V até o final. E fiquei feliz em rever o amigo Airton, um dos grande amigos do futebol e em especial por ser da nossa terra”, disse Eder Zanela, árbitro da Federação Gaúcha de Futebol.

“Foi meu primeiro Bra-Pel” revela o goleiro do pelotas

O jovem goleiro são-marquenses está no Pelotas e avalia sua atuação em seu primeiro Bra-Pel. Foto: Arquivo pessoal

“Tinha-se muita expectativa sobre entre jogo, e de fato foi um bom jogo. Tive uma infelicidade no primeiro gol que o vento acabou me enganando, mas faz parte, o erro acontece a maneira que você lida com o erro que diz o profissional que tu é. Empatamos o jogo é ate tivemos as melhores chances, só que eles foram mais efetivos. Vamos para a última rodada para fazer mais um grande jogo e buscar a classificação. Foi o primeiro Bra-Pel, pois cheguei em janeiro apenas para a disputa do campeonato gaúcho”, revela Airton.

Clássico do interior gaúcho foi considerado o segundo maior do Rio Grande do Sul, segundo levantamento da revista Trivela

O clássico Bra-Pel, entre o Brasil e o EC Pelotas, tem mais de cem anos de história e foi considerado pela Trivela como o maior clássico do interior do Rio Grande do Sul. Inclusive, conta-se que foi por conta da rivalidade que até hoje o Brasil de Pelotas é conhecido como Xavante.

O Brasil de Pelotas é conhecido por ser o primeiro campeão gaúcho da história (segundo fontes oficiais) e por ter ficado entre os quatro melhores do Campeonato Brasileiro de 1985. Mais recente, ele se envolveu em uma grande tragédia envolvendo o ônibus do time e que matou três pessoas, entre eles o ídolo Claudio Milar.

Já o Pelotas também tem um título gaúcho e, entre outros nomes, revelou Michel Bastos para o futebol. Seu estádio, a Boca do Lobo, é o mais antigo em atividade no Brasil, tendo sido fundado em 1908. Nos últimos anos, o Pelotas conviveu com alguns problemas administrativos, por isso a própria torcida resolveu tomar uma iniciativa e criou o Movimento Lobo Forte, que tem como objetivo reestruturar o clube.

As informação são do Portal IG

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here