Educação Infantil: Ensinar e Educar

0
1117
É necessário mudar a maneira de enxergarmos as escolas de Educação Infantil, a começar pela maneira como as chamamos, “escolinha”, essa expressão dá a impressão de que as crianças estão sendo tratadas como mini adultos.

Ao contrário do que muitos pensam a escola de Educação Infantil não existe só para brincar. É claro que as brincadeiras existem e as crianças aprendem através do Lúdico, mas todas as brincadeiras são direcionadas a um propósito, uma aprendizagem.

A Educação Infantil é a primeira etapa da Educação Básica, conforme promulgação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9394/96. Nesta fase a criança começa a desenvolver suas capacidades físicas, cognitivas, afetivas, de relacionamento e interação social e, a escola é capaz de estimular a formação das crianças nessas áreas e de maneira constante, mas é sempre importante ressaltar a participação da família na vida escolar para que esse desenvolvimento aconteça de forma plena.

Quando os pais tomam a decisão de colocar os filhos na escola de Educação Infantil estão começando uma etapa, em direção ao interesse e participação deles no mundo do conhecimento e poderão colaborar de forma positiva com a sociedade, e com o desenvolvimento dos filhos, pois a Educação Infantil é o alicerce para o conhecimento que será adquirido pela criança durante toda a sua vida.

Outro fator muito importante é o desenvolvimento da autonomia, neste processo de aprendizagem, e na escola, o estímulo ao desenvolvimento desta autonomia é importantíssimo, pois a criança tem interesses e desejos próprios e é um ser capaz de interferir no meio em que vive.

Sobre o profissional, esse vai além de cuidador, como era visto a algum tempo atrás, pois apenas preocupava-se com cuidado físico, hoje ao profissional exige-se formação em curso superior e, além do cuidado físico o professor necessita ter um planejamento direcionado ao pedagógico, à aprendizagem, ao desenvolvimento e interação da criança ao meio social, sendo assim, segundo a resolução CNE/CEB Nº 5/2009 o professor deve sempre buscar oportunidades de melhorar cada vez mais sua atuação em sala, e para que isso aconteça recomenda-se que ele participe de experiências formativas diversificadas, estabeleça uma relação lúdica e criativa com o saber, domine elementos básicos do trabalho com linguagens artísticas e os conhecimentos sobre a diversidade cultural brasileira entre outros, pois o processo de construção do conhecimento vai acontecendo conforme o educador busca favorecer o desenvolvimento cognitivo da criança e incentiva sua autonomia frente aos problemas que surgem, promove situações que estimulem a curiosidade proporcionando troca de conhecimentos e permitindo o aprendizado. É importante ressaltar também que o educador, como adulto diante da criança, estabeleça uma relação de afeto, respeito e confiança, pois isto será a base para esse processo que se inicia.

A Escola de Educação Infantil é muito procurada principalmente pelo fato de as mães estarem ativas no mercado de trabalho, mas mesmo assim a mesma não deve ser vista como um simples depósito de crianças, pois como já foi mencionado anteriormente todas as propostas e atividades tem por finalidade o aprendizado e interação social do aluno, e é preciso ficar claro que a Escola tem sim uma grande importância no desenvolvimento do aluno mas ela não deve substituir o papel dos pais, a família precisa ser presente e participativa na vida da criança.

Sendo assim, a Educação Infantil vai muito além de se constituir num espaço com brincadeiras não direcionadas, comemorações e improvisos, a escola de educação infantil e seus profissionais precisam ser enxergados com outros olhos, a Escola não é escolinha, é um ambiente que exige profissionais altamente qualificados e o(a) professor(a) não é “Tia” nem “Tata”, é PROFESSOR, PEDAGOGO, é um profissional com curso superior que precisa ser valorizado e visto como tal.

Autoras.
Ana Carina Gomes, Aline de Almeida Leite, Claudia Sandra Jarré Prestes, Daiane da Silva da Rosa, Deise Sosnowski, Marigelis Ballardim, Neiva Aparecida Zucco.
Professoras Pedagogas da Escola de Educação Infantil Pingo de Gente.

Joice Marcon Pereira
Professora Pedagoga na Escola Municipal de Ensino Fundamental Dom José Baréa.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here