Prefeitos da região buscam soluções para amenizar espera por cirurgias de traumatologia

0
694
Com informações e foto da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Caxias do Sul

A pauta do encontro em Caxias do Sul foi a realização de cirurgias de alta complexidade em traumatologia em 49 municípios. O prefeito Evandro Kuwer também participou do encontro.

Prefeitos integrantes da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne), estiveram reunidos com o prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra, nesta terça-feira, dia 20, no Salão Nobre da prefeitura caxiense. A pauta do encontro foi a realização de cirurgias de alta complexidade em traumatologia em 49 municípios, incluindo a região das Hortênsias, Campos de Cima da Serra, Vinhedos e Basalto e Uva e Vales.

Caxias do Sul presta atendimento de urgência e emergência para as quatro microrregiões da 5ª Coordenadoria Regional da Saúde: Caxias e Hortênsias, Campos de Cima da Serra, Vinhedos e Basalto e Uva e Vales, além de ofertar atendimento eletivo para Caxias, Hortênsias e Campos de Cima da Serra. As quatro áreas totalizam 49 municípios e quase 1,2 milhão de habitantes. Para isso, o Município recebe do governo federal apenas R$ 273 mil por mês. O recurso nunca foi reajustado pelo Ministério da Saúde, permanecendo o mesmo desde 2005, quando Caxias do Sul foi habilitada para este atendimento.

Na ocasião, os prefeitos sugeriram que Caxias do Sul, por meio do Hospital Pompéia, se torne referência para cirurgias eletivas de traumato-ortopedia também nas regiões dos Vinhedos e Basalto e Uva e Vales (34 municípios). O prefeito Daniel Guerra explicou que a cidade não tem como absorver mais esta demanda. “Aumentaríamos o tempo de espera, que é de um ano e meio, para mais de seis anos. Seriam 37 cirurgias por mês para atender 49 municípios. Esse pacto firmado ainda em 2015 não é viável e pode gerar um descompasso ainda maior na saúde pública. O que podemos assegurar por enquanto é o atendimento de urgência e emergência às 48 cidades”, enfatizou. O Hospital Pompéia é o único local credenciado para realizar procedimentos desse tipo na região.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) propõe ao Estado uma redistribuição de recursos para que outra cidade passe a ofertar atendimento eletivo em traumato-ortopedia de alta complexidade às microrregiões Vinhedos e Basalto e Uva e Vales, com a correspondente redistribuição do recurso. Juntas, elas somam 34 cidades com cerca de 500 mil habitantes.

Como encaminhamento, a prefeitura de Caxias do Sul  propôs uma reunião com o Hospital Virvi Ramos, ou outras instituições de saúde,  para possível credenciamento a fim de se tornar mais uma opção para essa modalidade de cirurgia, desafogando os atendimentos no Pompéia. Também foi sugerido que os prefeitos unidos possam viajar para Brasília em busca de recursos para custear os serviços.

Com informações e foto da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Caxias do Sul 

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui