Polícia Civil remeteu inquérito sobre homicídio ocorrido na semana passada

0
1831
Delegado Edinei Albarello remeteu documentos na tarde de hoje. Foto: ClicRBS - divulgação

Quatro jovens estão presos preventivamente desde a quarta-feria (30), um dia após Henrique Menger ser morto em estrada do interior. Marli Coutinho, que estava com Menger segue internada, eles foram alvejados e tiveram os corpos queimados. Agora, o Poder Judiciário irá analisar o caso. Inquérito aponta participação de um quinto elemento.

Na tarde desta sexta-feira, dia 8 de fevereiro, a Polícia Civil de São Marcos remeteu inquérito indiciando 5 elementos pela execução da morte de Henrique Menger, de 24 anos, e pela tentativa de homicídio contra a companheira de Menger, Marli Coutinho de 37 anos. O caso aconteceu na terça-feira, dia 29 de janeiro, em estrada no interior de São Marcos.

Relembre o caso

Policia Civil identifica vítima de homicídio desta tarde

Polícia prendeu suspeitos de envolvimento em homicídio ocorrido nesta terça (29)

No dia seguinte ao fato a Juíza da Comarca de São Marcos, Ana Paula Della Latta, emitiu mandados de prisão contra 4 suspeitos. Eles foram encaminhados ao presídio do Apanhador, aonde seguem fechados de forma preventiva.

Conforme o delegado responsável pela investigação, Edinei Albarello, não há dúvidas sobre a participação dos 4 presos no caso. Segundo relatou ao São Marcos Online, esta tarde, o inquérito apurou que um dos elementos estaria dentro do veículo com as vítimas, enquanto os outros três teriam prestado apoio.

Conforme laudos periciais, Henrique apresentou duas perfurações de bala na face, e Marli ainda está com um projétil alojado no crânio. Após os fatos, os jovens, com idades entre 18 e 23 anos, teriam ateado fogo no veículo com as vítimas dentro. Marli conseguiu fugir e pedir socorro, mas Menger morreu ainda no local, fora do carro.

O inquérito aponta ainda a participação de um quinto elemento, que teria sido o mandante do crime. O delegado esclarece que os envolvidos tem ligação com facção criminosa que opera na Serra. No entanto, a investigação não apontou as motivações do crime, salientou o delegado Albarello.

Agora, caberá ao Poder Judiciário analisar os fatos. Os 5 suspeitos foram indiciados por homicídio doloso qualificado consumado e tentado. O 4 presos negaram envolvimento no crime, mas conforme o delegado, as provas apresentadas são suficientes para comprovar a autoria.

Esse foi o primeiro caso de morte violenta em São Marcos em 2019. No ano passado foram registradas 14 mortes. O delegado informou à reportagem que 10 inquéritos já foram remetidos, sendo um sem autoria. Outros 4 seguem em investigação.

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui