Curta o verão: com saúde, segurança e educação!

0
897

Segunda parte da reportagem especial do São Marcos em Foco traz entrevistas com educadora física, professora de natação, nutricionista, dermatologista, médico oncologista e bombeiros, com dicas para você curtir o verão numa boa

Segunda parte da reportagem traz informações de como cuidar da pele e da alimentação e de esportes como a natação

O janeiro mais quente da história lotou praias, piscinas e balneários em rios e cachoeiras do interior. Conforme mostrou o São Marcos Online na primeira parte da reportagem especial “Curta o Verão: o que o são-marquense faz pra curtir o calor da estação!”, o calor leva as pessoas a buscarem contato com a água, aproveitando os momentos de lazer para confraternizar com amigos e familiares.

Nesta segunda parte, apresentamos informações preciosas para você continuar curtindo o calor com ainda mais saúde, segurança e educação. Os benefícios das práticas esportivas; os cuidados com a pele e com a alimentação; as precauções na água e os benefícios da natação: esses são alguns dos assuntos dessa reportagem que merecem sua atenção!

O objetivo é levar informação e conhecimento e, antes de mais nada, vale citar algumas dicas dos bombeiros para evitar acidentes com a água – ainda mais que o carnaval está chegando e um dos conselhos que os salva-vidas dão é não tomar bebida alcoólica antes de entrar na água. Outra dica é evitar nadar sozinho e não se banhar após lanches e refeições, sempre observando se o local conta com salva-vidas e é próprio para banho.

Confira a entrevista que o São Marcos Online fez com o Sargento Alan Da Cas, do Corpo de Bombeiros de São Marcos.

‘Natação traz vários benefícios à saúde e é conhecida como a modalidade mais completa’
Nossa trajetória inicia no mais antigo clube de São Marcos. O departamento de piscinas do Grêmio Americano, fundado em 1937, continua funcionando a pleno vapor 80 anos depois de sua criação. O local é bastante frequentado pelos são-marquenses, que buscam as piscinas para se refrescar e passar horas de lazer e descontração.

Uma das atrações são as aulas de natação da professora Indiamara Zuanazzi. O São Marcos Online conversou com a professora, que destacou alguns dos benefícios desta modalidade esportiva bastante praticada durante o verão.

– A natação traz vários benefícios à saúde. É uma modalidade sem impacto e que não causa lesões em ossos e articulações. Pode ser praticada desde bebês até idosos – aponta a professora.

Ela cita alguns desses benefícios.

– Auxilia no emagrecimento, diminui risco de diabetes tipo 2 e doenças do coração, ajuda na circulação e no sistema respiratório, dilatando brônquios e aumentando a oxigenação.

Indiamara explica porque a natação é um esporte completo.

– A prática da natação fortalece os músculos e ela é conhecida como a modalidade mais completa por trabalhar todos os grupos musculares – destacou Indiamara ao São Marcos Online.

‘No verão as pessoas se animam a praticar atividades; mas exercício é pra vida e deve ser feito sempre’: educadora física avalia benefícios de “colocar o corpo em movimento”

A natação é um esporte típico do verão. Mas a estação do calor também é marcada pela prática de outras modalidades, pois no verão as pessoas costumam fazer mais exercícios físicos.

– Há um aumento de pessoas praticando exercícios físicos a partir de setembro e outubro, quando termina o inverno, começa o calor e se percebe que que as férias estão chegando, que daqui um pouco é hora de ir à praia e é preciso cuidar do corpo. É aquela preocupação de chegar em dezembro em forma. E no verão as pessoas se animam a praticar atividades e sair de casa, pois os dias são mais longos e há maior disposição. Outra época em que noto aumento de pessoas praticando exercícios é em janeiro, quando tem aquela questão do ano novo e muita gente faz promessas de cuidar mais da parte física e da alimentação – aponta a profissional de educação física Maria Joana Soldatelli

Proprietária da Academia Saúde em Harmonia, Maria Joana comenta sobre outros exercícios bastante praticados durante o verão: caminhada e corrida.

– Caminhada e corrida trabalham bastante o sistema cardiorrespiratório e são exercícios bem completos e que trabalham bastante os membros inferiores (pernas), influenciando o corpo como um todo. Mas é preciso ter uma cadência e regularidade: durante a atividade a pessoa precisa sentir que os batimentos cardíacos aumentaram. E também é necessário cuidar se não há nenhum desconforto nos quadris, joelhos, tornozelos e na lombar, o que pode acontecer por vários motivos, desde calçado inadequado até piso irregular.

Um dos adeptos da caminhada é o são-marquense Samuel dos Reis, 39 anos. Operador de CNC de metalúrgica de São Marcos, ele caminha diariamente no campo municipal Elias Soldatelli. Samuel conversou com o São Marcos Online e falou porquê gosta de fazer caminhadas.

Verão é tempo de esporte: ‘Um dos benefícios do ciclismo é o baixo impacto’

Verão é tempo de esporte. Outra modalidade bastante praticada é o ciclismo. Em São Marcos, é comum ver grupos que aproveitam o fim de tarde para peregrinar pelas estradas do interior. Afinal, no verão às 18h é dia claro e o melhor período para atividades ao ar livre – como uma pedalada – acaba sendo entre 19h e 20h30, quando o sol se põe e o calor refresca. Perfeito para quem trabalha até às 18h e precisa espairecer…

– O ciclismo é bastante praticado no verão e é ótimo para trabalhar as pernas e a força muscular das coxas, do posterior, dos glúteos e das panturrilhas. Um dos benefícios do ciclismo é o baixo impacto: uma pessoa que não consegue correr por causa de um desconforto no joelho daqui um pouco pode andar de bicicleta e não sentir nada – observa a educadora física Maria Joana Soldatelli.

Mas, seja qual for o exercício escolhido, o importante é começar devagar e seguir uma rotina; afinal, como afirma o dito popular, “tem que ir devagar que é pra durar”.

– É importante a pessoa escutar o próprio corpo, que precisa de tempo para se adaptar, e não tentar fazer tudo no mesmo dia. Não adianta caminhar 10 km se não está preparado pra isso. Deve começar com menos e ir aumentando aos poucos, pois o corpo vai ganhando resistência e é preciso evitar lesões e outros problemas – adverte.

Maria Joana destaca a importância de procurar a orientação de um profissional da Educação Física, que estuda o corpo humano e desenvolve atividades de acordo com as particularidades de cada um.

– Cada indivíduo é diferente e muitas vezes algumas atividades podem não se adequar a pessoa. O profissional de educação física vai ensinar a pessoa e prepará-la, avaliando vários aspectos para evitar dores, lesões e exercícios que não são adequados. E também tem que ver o quanto a pessoa é ativa ou sedentária, se já praticou exercícios na vida – pondera.

Conforme Maria Joana, a prática de exercícios como corridas, caminhadas e ciclismo requer aquecimento. Pelo que disse, o indicado é praticar o exercício no mínimo três vezes por semana, pelo menos 30 minutos por dia. Ela lembra que, ao terminar o exercício, é recomendável alongar os músculos.

– Depois de uma caminhada é bom alongar as pernas, panturrilhas e coxas. Além da lombar, pra não sentir tanto desconforto. Agindo assim evita dores musculares e câimbras. São cuidados importantes para o dia seguinte e para poder praticar exercícios de forma ativa e saudável – recomenda.

Segundo Maria Joana, atividades físicas devem ser feitas durante o ano todo e não apenas no verão. Portanto, se você é um daqueles que começou a dar umas corridinhas na beira da praia para matar o tempo e gostou da brincadeira, prossiga fazendo sua atividade mesmo após as férias. E se a partir de abril os dias cada vez mais curtos e frios por acaso causarem desânimo (em maio às 18h já é escuro), vale “hibernar” nas academias, que oferecem atividades importantes para quem precisa entrar em forma, para quem deseja manter a forma e para quem deve reforçar os músculos.

– O exercício feito na academia é conhecido como ‘exercício resistido’. É muito importante para quem quer correr, caminhar e andar de bicicleta, porque para isso a pessoa precisa de reforço muscular, principalmente depois de uma certa idade.

Ela explica que, com o passar dos anos, o ser humano começa a perder “massa magra”.

– Os músculos começam a diminuir e o único remédio é a musculação, muito importante para que pessoas não sintam dores nos ombros, nas costas e nos joelhos. Na academia se trabalha com reforço e alongamento da musculatura. Fortalece a parte mais fraca para que o corpo sustente durante a atividade física. E a musculação é importante também para trabalhar a parte aeróbica – aponta.

Além disso, numa academia a pessoa também pode caminhar e correr na esteira, mesmo em dias frios e chuvosos.

– Na Saúde em Harmonia tem aula de dança e pilates, que alonga e fortalece a postura da pessoa. Também temos aulas de treinamento funcional, que trabalha o lado funcional do corpo. E há aulas de alongamentos e flexibilidade, onde trabalhamos o corpo como um todo. Tudo acompanhado por um profissional de educação física – salienta.

No fim, o principal é se movimentar (seja na academia ou ao ar livre, seja a pé ou de bike).

– A prática da atividade física não deve ser somente feita durante o verão e nos momentos em que estamos mais disposto a sair de casa. Devemos fazer atividade o ano inteiro, porque precisamos disso para viver bem o nosso dia e não só para eliminar gordura ou ter o corpo bonito. A prática regular de exercício físico faz a vida da pessoa melhorar, deixando o corpo mais forte, saudável e funcional. Exercício não é pro verão ou pra daqui dois meses: é para uma vida, porque nosso corpo precisa de movimento – pondera a educadora física.

Mas, como lembra Maria Joana, para se exercitar é preciso cuidar da alimentação e se hidratar.

– Durante o exercício físico é muito importante levar água para se hidratar. Porque nosso corpo sua e é preciso repor a água que é eliminada – pondera.

‘Altas temperaturas são um risco para a circulação sanguínea’: nutricionista dá dicas para uma alimentação saudável no verão

Conforme a nutricionista Renata Sandri, o consumo de água é ainda mais importante e fundamental durante o verão. Ela indica que a pessoa beba no mínimo 2 litros de água por dia.

– A água garante uma boa hidratação e não tem calorias. A pessoa não deve esperar sentir sede para beber água, pois isso já é um indicativo de que o corpo está desidratado – ponderou.

Renata também indica a água de coco, que ajuda a repor os sais minerais perdidos durante a transpiração.

– Nos dias de calor a dica é consumir alimentos de fácil digestão e com baixo teor de gordura, como verduras, tomates, pepino, cenoura, beterraba e outros legumes fáceis de serem encontrados.

Renata explica que o calor pode provocar inchaço, formigamento e dor nas pernas e nos pés.

– As altas temperaturas são um risco para a circulação sanguínea. Com o excesso de calor as veias do corpo se dilatam e por isso é preciso cuidar a alimentação e se manter hidratado – ressalta.

Além da água e da água de coco, a nutricionista indica o consumo de chás gelados e uso de folha de hortelã, que refresca água, sucos e saladas.

– Também é importante reduzir o sal no preparo dos alimentos, usando temperos naturais como cebolinha, salsinha, coentro e manjericão. Porque a ingestão de muito sal faz com que o corpo retenha líquidos, o que aumenta a pressão arterial – explica.

Renata também alerta para a importância de conservar de forma correta os alimentos, que se tornam ainda mais perecíveis no verão.

– Prepare os alimentos o mais próximo possível do horário de consumo e guarde imediatamente as sobras na geladeira. Observe nos estabelecimentos comerciais e ao comer fora se os alimentos são conservados de forma adequada. É preciso ter cuidado com o preparo e manutenção dos alimentos porque as altas temperaturas do verão favorecem a multiplicação de micro-organismos causadores de intoxicações alimentares. Alguns produtos estragam facilmente com o calor e as altas temperaturas favorecem a proliferação de bactérias que podem contaminar os alimentos – alerta.

Ela também cita a importância de comer frutas, que são fontes de vitaminas e ajudam a diminuir a vontade de consumir doces e guloseimas.

– As frutas também são ricas em antioxidantes que reforçam a saúde da pele na prevenção do envelhecimento precoce – aponta a nutricionista Renata Sandri.

‘É essencial proteger a pele ao se expor ao sol do verão’: dermatologista fala sobre cuidados para evitar queimaduras, lesões, dermatites e câncer

“No verão é essencial proteger a pele ao se expor ao sol para evitar queimaduras, prevenir o câncer de pele e o envelhecimento precoce”. Foi com essas palavras que a dermatologista Taciana Cappelletti resumiu ao São Marcos Online a importância de cuidar da pele durante o verão.

Ela destaca o uso de óculos de sol, chapéu e até roupas com tecidos especiais de proteção solar. Além, é claro, de evitar a exposição solar entre 10h e16h, dica simples mas que nem sempre é seguida pelas pessoas.

– É essencial usar protetor solar, cuja escolha deve se adequar ao tipo de pele – aponta.
Hidratante também é fundamental. Afinal, como lembra Taciana, no verão a pele sofre várias “agressões”: sol, areia, água salgada, cloro das piscinas…

– Pele hidratada é mais resistente a dermatites, inflamações, alergias e irritações, além de prolongar o bronzeado – salienta.

A dermatologista lembra que no verão é preciso ter cuidado com as dermatoses e micoses, pois os fungos gostam de umidade e calor.

– Para prevenir é preciso secar bem a pele após o banho, principalmente pés e virilhas. E andar com chinelos em vestiários e banheiros.

Taciana também cita outras doenças de pele que possuem maior incidência no verão, principalmente no ambiente da praia: bicho de pé, queimaduras por águas vivas e manchas na pele e outras “erupções cutâneas que podem ser desencadeadas pelo sol”.

Ela recomenda procurar um dermatologista em caso de lesões, pois o câncer de pele (melanoma) pode ser curado se diagnosticado rapidamente.

– Machucados ou pintas que não cicatrizam e que aumentam de tamanho devem ser avaliados pelo dermatologista. Um dos tipos mais graves de câncer de pele, o melanoma, pode ser prevenido e é totalmente curável quando diagnosticado precocemente. Por isso que o exame de pintas deve ser feito rotineiramente – aconselha a dermatologista Taciana Cappelletti.

‘Melanoma é o 10º câncer mais incidente na população e registra importante causa de mortalidade’

Médico oncologista Rafael Fontana fala sobre câncer de pele

O médico oncologista Rafael Fontana explica que o melanoma costuma se apresentar como uma mancha ou uma lesão pigmentada na pele.

– Nestes casos é recomendado que a pessoa procure auxílio médico, preferencialmente um dermatologista. O diagnóstico é feito através do exame clínico e biópsia.

Atuando em hospitais de Caxias do Sul e atendendo pacientes de toda a região, Fontana revela que se depara com bastante casos de câncer de pele. Contudo, ele ressalta que é importante diferenciar os dois tipos de câncer de pele: o não-melanoma, que “representa o câncer mais comum na população, mas não uma significativa causa de mortalidade”, e o melanoma, que “é o décimo câncer mais incidente na população brasileira e registra importante causa de mortalidade”.

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui