A importância da atividade física na educação infantil

0
1040

Objetivamos com o presente artigo, trazer algumas contribuições sobre a relevância da Atividade Física na Educação Infantil, fundamentadas na importância do movimentar-se humano e nas contribuições que as experiências com a cultura do movimento podem trazer nesse período de vida da criança e em todo o seu processo de formação.

A Educação Infantil tem como principal objetivo promover o desenvolvimento integral da criança. A Educação Física na Educação Infantil tem uma enorme importância como disciplina no contexto escolar e formação da criança e de suma importância é o grau de responsabilidade do profissional em trabalhar com as crianças dessa faixa etária, pois as mesmas se encontram em uma fase fundamental, onde ocorre um dos períodos principais do desenvolvimento.

A escola de educação infantil é um lugar de descobertas e de ampliação das experiências individuais, coletivas, culturais, sociais e educativas, através da inserção da criança em ambientes distintos dos da família. É um espaço onde se integra o desenvolvimento da criança e a Atividade Física tem um papel fundamental neste processo, pois possibilita diversidade de experiências e situações, por meio de vivências.

Essas vivências e experiências com o corpo possibilitam que a criança descubra seu limite, enfrente desafios, conheça e valorize seu próprio corpo, compreenda suas possibilidades, perceba a origem de cada movimento, crie, invente, descubra movimentos novos, reelabore conceitos e ideias sobre o movimento e suas ações, relacione-se com outras pessoas, expresse sentimentos, localize-se no espaço. É a partir destas experiências que as crianças começam a usar mais facilmente a linguagem corporal, ajudando-a no seu desenvolvimento para a descoberta de capacidades intelectuais e afetivas.

A prática de atividades físicas na educação infantil, tem muitos objetivos, entre os quais destacamos: desenvolvimento corporal harmônico (físico-mental); adquirir controle corporal; desenvolver habilidade motora; desenvolver habilidade de utilização do movimento, como instrumento de comunicação e expressão; utilização sadia das horas de lazer; aquisição de comportamento e valores referentes ao ajustamento pessoal e social; desenvolver atitudes favoráveis à atividade física; reconhecer as possibilidades sinestésicas do corpo, por meio de movimentos que o afetam, como uma totalidade; reconhecer o corpo, no seu todo, e diferenciação de cada uma de suas partes, por meio do movimento; realizar movimentos independentes e interdependentes, como os diversos segmentos do corpo; definir sua dominância lateral; orientar-se no espaço, discriminando localização, direção e dimensão; movimentar-se, discriminando diferentes momentos do tempo, seu curso regular e seu fracionamento; identificar e efetuar movimentos, discriminando as diferentes velocidades e trajetórias, no deslocamento do corpo e dos objetos; estruturar movimentos que requeiram coordenação geral e seletiva; equilibrar-se em diferentes situações, com ou sem deslocamento, controlando sua postura; melhorar seu desempenho na execução de atividades que requeiram força, resistência, flexibilidade, agilidade e velocidade; adquirir controle progressivo dos movimentos que evidenciem os graus de tensão muscular; representar, com movimentos corporais, elementos e objetivos do meio circundante; reproduzir, com movimentos corporais, posturas e comportamentos de animais e de pessoas; movimentar-se, adaptando-se a diferentes ritmos; expressar-se, compondo a movimentação com um companheiro ou com o grupo; criar sua própria sequência de movimentos em atividades de respostas livres, vivenciando pensamentos e sentimentos; dramatizar, por meio do movimento, fatos, histórias e fantasias; conhecer e executar formas de expressões tradicionais do nosso povo e de outros povos; participar de jogos e brinquedos cantados, dramatizações e mímicas; cooperar nas atividades de grupos, aceitando diversos papéis; utilizar, nos movimentos de lazer, habilidades motoras adquiridas; desenvolver habilidade de modificar jogos e atividades para atender aos problemas surgidos, em relação ao espaço, material e tempo disponíveis; melhorar o desempenho das estruturas psicomotoras de base possibilitando à criança a oportunidade de vivenciar diferentes situações consigo mesma, com outras crianças, com o mundo que a cerca.

O professor deve ser o interventor, ajudando o aluno a desenvolver seus conhecimentos, habilidades e relações sociais. Cabe a este profissional entender cada estágio de desenvolvimento, para estimular corretamente cada etapa.

Entendendo que a criança tem como característica principal a intensidade de movimentos, compreendemos como é de fundamental importância tratar das especificidades do campo do conhecimento da Educação Física desde a Educação Infantil. Assim, podemos verificar a necessidade de uma concepção didático-metodológica para ser desenvolvida na Educação Infantil que respeite a criança em seu desenvolvimento, e que trabalhe os aspectos cognitivos, sociais, afetivos e motores de forma integrada, buscando desenvolver o olhar crítico da criança para as relações sociais da sociedade em que está inserida, partindo da compreensão do seu mundo vivido.

Não há dúvidas de que a Atividade Física é fundamental na Educação Infantil, fase em que a criança necessariamente deve estar brincando, movimentando-se, descobrindo-se. Por ser a área do conhecimento humano que estuda o movimento, não pelo movimento, mas este integrando corpo, cultural, linguagem corporal, a educação física deve estar presente em todas as etapas da educação e de modo muito especial e profissional na Educação Infantil, pois esta fase é fundamental para o desenvolvimento humano

Portanto, a Atividade Física pode ser considerada um dos principais elementos da Educação Infantil, pois representa não apenas uma questão de benefício físico para a vida adulta, mas uma necessidade para o adequado desenvolvimento cognitivo, psicológico e relacional, ou seja, por intermédio de conteúdos aplicados de forma lúdica e recreativa, possibilita à criança a construção plena do conhecimento e desenvolvimento.

Artigo de autoria das professoras:

Ana Carina Gomes

Claudia Sandra Jarré Prestes

Daiane da Silva da Rosa

Deise Sosnowski

Fabiana Dutra de Oliveira

Jaqueline Becker de Moraes

Lianete Maria Cappellin Vanin

Marigélis Ballardin

Neiva Aparecida Zucco

Viviane Zen

Rosangela Teresinha Gobbi Zafonatto

Escola Municipal de Educação Infantil Pingo de Gente

Deixe uma resposta

Por favor, digite seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui